wow-banner-1

O Waiting On Wednesday é uma rubrica semanal, da autoria do Breaking the Spine, na qual se posta sobre o lançamento dos livros mais aguardados.

E esta semana no WOW, uma novidade que é só para 2017 e da qual eu ia falar primeiro na rubrica do Cover Reveal mas apareceu-me o WOW pela frente e TADAH! BEHOLD, O DEVIL IN SPRING! o terceiro volume da série dos Ravenels da Lisa Kleypas***

devil-in-spring

Título: Devil In Spring
Série: The Ravenels, #3
Autor: Lisa Kleypas
Editora: Avon
Publicação: 28 Fevereiro, 2017
Formato: Hardback
ISBN: 99780062371874
Idioma: Inglês

goodreads-badge-add

E há muito a dizer sobre este Devil In Spring, portanto, take a seat. Primeiro: este é o livro da Pandora que eu amo de paixão desde que ela apareceu no Cold-Hearted Rake porque tanto ela como a gémea Cassandra são absolutamente adoráveis e matam-me de riso; segundo: a Lisa contou recentemente ao Bustle que para escrever a história da Pandora inspirou-se em Elizabeth Magie, a criadora do Monopoly/Monopólio, que antes de ser vendido à Parker Brothers por uma abécula que se auto-intitulou o inventor, tinha o nome de Landlord’s Game, e oh meu Deus, já consigo imaginar a fofa da Pandora a inventar coisas! ela que não consegue parar quieta e que é tão maluca (no bom sentido); terceiro: o herói do Devil In Spring é o filho do Devil In Winter himself e da minha querida Evie E ELES TÊM DIREITO A CENAS!!  O meu coração não aguenta!

omg-omg

Aliás, o prologue que está disponível aqui é exactamente uma cena entre a Evie e Sebastian—eu comecei a ler mas estava-me a fazer uma aflição tão grande assim de repente estar a ler sobre estes dois outra vez, que acabei por não ler quase nada e decidi que vou antes esperar até ter o livro nas minhas mãozinhas. Até lá já me devo ter mentalizado que TENHO MAIS EVIE E SEBASTIAN PARA LER, EVIE E SEBASTIAN, EVIE E SEBASTIAN.

Quarto: confesso que fiquei um bocadinho nervosa quando soube que o herói deste livro ia ser o filho dos dois e pelo facto da Lisa repetir o “Devil” no título, óbvio que é para a fanbase fazer logo a ligação e atirar-se ao Devil In Spring como se não houvesse amanhã, mas depois de me ter passado aquele entusiasmo louco inicial eu só pensava, “espera aí, mas porque é que o filho destes dois é um Devil também?? O Sebastian tinha uma resma de mommy&daddy issues que em parte o levaram a acumular lover atrás de lover e daí o “devil”, suponho que também seja preciso somar aquela cena triste no It Happened One Autumn para o “devil” fazer perfeito sentido, e portanto!! porque é o filho da minha doce Evie e de um Sebastian reformado é um Devil??” Passaram-me logo cenários devastadores pela cabeça, tipo, eles tinham morrido num trágico acidente ou algo do género e os filhos deles tinham crescido com problemas, NOOOOEEES!! Mas claramente esse não é o caso porque o prologue existe. Só me resta pensar que ele é um “devil” por ser um libertino como o pai antes de conhecer a Evie.

Por último, tenho a dizer que acho capa absolutamente linda e que ainda por cima me lembra tanto da do Devil In Winter com as cores e as árvores e tudo. É como se o meu romance histórico favorito tivesse tido um baby, que basicamente foi o que aconteceu porque o meu casal de romance histórico favorito teve babies. Be still my heart.


wow-banner-1

O Waiting On Wednesday é uma rubrica semanal, da autoria do Breaking the Spine, na qual se posta sobre o lançamento dos livros mais aguardados.

E esta semana no WOW, uma novidade que me deixou assim com um bocadinho de falta de ar quando soube dela porque adoro a autora e adoro a temática e portanto a combinação parece-me FENOMENAL, e ela é: A Study In Scarlet Women da Sherry Thomas.

Embora o último livro da trilogia tenha ficado um bocadinho aquém das minhas expectativas, a Elemental Trilogy é uma das minhas favoritas e o que mais amo nela são as personagens; a Iolanthe é um sonho de heroína e se aqui a Lady Sherlock é o mínimo dos mínimos parecida com ela, já é certo que a vou adorar.

Tem graça porque ainda no outro dia eu andava a resmungar de mim para mim que “nunca mais saía um novo da Sherry Thomas, umph” e de súbito BAM! cá está ele. YAY!

Also: a capa é maravilhosa.

a-study-in-scarlet-women

Título: A Study In Scarlet Women
Série: Lady Sherlock, #1
Autor: Sherry Thomas
Editora: Berkley Books
Páginas: 336
Publicação: 18 Outubro, 2016
Formato: Paperback
ISBN: 9780425281406
Idioma: Inglês

goodreads-badge-add

Sinopse: With her inquisitive mind, Charlotte Holmes has never felt comfortable with the demureness expected of the fairer sex in upper class society.  But even she never thought that she would become a social pariah, an outcast fending for herself on the mean streets of London. 

When the city is struck by a trio of unexpected deaths and suspicion falls on her sister and her father, Charlotte is desperate to find the true culprits and clear the family name. She’ll have help from friends new and old—a kind-hearted widow, a police inspector, and a man who has long loved her. But in the end, it will be up to Charlotte, under the assumed name Sherlock Holmes, to challenge society’s expectations and match wits against an unseen mastermind.

BuyFrom_grey_delivery


wow-banner-1

O Waiting On Wednesday é uma rubrica semanal, da autoria do Breaking the Spine, na qual se posta sobre o lançamento dos livros mais aguardados.

E esta semana no WOW, o novo livro de Sandy Hall, do qual até já falei um bocadinho no Top Ten Tuesday de ontem. Realmente só me preocupa que possa haver ali um triângulo amoroso (NOES), de resto parece ser muito giro. Também fiz um “wish for it” na NetGalley e agora estou à espera.

been-here-all-long

Título: Been Here All Along
Autor: Sandy Hall
Editora: Swoon Reads
Páginas: 240
Publicação: 30 Agosto, 2016
Formato: Paperback
ISBN: 9781250100658
Idioma: Inglês

goodreads-badge-add

Sinopse: Gideon always has a plan. His plans include running for class president, becoming head of the yearbook committee, and having his choice of colleges. They do NOT include falling head over heels for his best friend and next door neighbor, Kyle. It’s a distraction. It’s pointless, as Kyle is already dating the gorgeous and popular head cheerleader, Ruby. And Gideon doesn’t know what to do.

Kyle finally feels like he has a handle on life. He has a wonderful girlfriend, a best friend willing to debate the finer points of Lord of the Rings, and social acceptance as captain of the basketball team. Then, both Ruby and Gideon start acting really weird, just as his spot on the team is threatened, and Kyle can’t quite figure out what he did wrong…

BuyFrom_grey_delivery

 


toptentuesday

Top Ten Tuesday, esta semana com o tema Top Ten Most Anticipated Releases For The Second Half Of The Year. Vou fazer isto por data de publicação, começando ali pelo My Lady Jane que para todos os efeitos não devia estar nesta lista—é uma publicação deste mês que ainda por cima já aconteceu—mas como encomendei via Amazon.com e ainda me vai demorar horrores a chegar achei que podia bem ter direito a um lugarzito.

1. My Lady Jane, Cynthia Hand, Brodi Ashton, Jodi Meadows, 07 Junho — Pela sinopse e pelas reviews parece ser super divertido.

2. Saga Vol. 6, Fiona Staples & Brian K. Vaughn, 05 Julho — SAGA!

3. Been Here All Along, Sandy Hall, 30 Agosto — Gosto bastante da Sandy Hall, embora o último que li dela me tenha chateado um bocadinho. Também tenho uma ligeira preocupação que este tenha um triângulo lá pelo meio, mmm. Lá ver.

4. Strange the Dreamer, Laini Taylor, 29 Setembro — Um novo livro da Laini Taylor. Um novo livro da Laini Taylor. Um novo livro da Laini Taylor. Tenho que dizer muitas vezes porque ainda é difícil acreditar que vêm aí um novo livro da Laini Taylor. Este ano. Já daqui a três meses. Um novo livro da Laini Taylor.

5. P.S. I Like You, Kasie West, 01 Outubro — Gosto muito da sinopse deste, para além de que também já li Kasie West antes e fiquei com vontade de ler mais.

6. This Adventure Ends, Emma Mills, 04 Outubro — Já disse isto aqui 5238198654 vezes antes mas gostei bastante do debut desta autora, First & Then, e tenho muita curiosidade em ver o que mais ela tem para me contar.

7. The Hammer of Thor, Rick Riordan, 04 Outubro — Wozah! O segundo volume da série do Magnus Chase!

8. Den of Wolves, Juliet Marillier, 01 Novembro — JULIET!! Que saudades do Grim.❤

9. Heartless, Marissa Meyer, 08 Novembro — À semelhança ali do #4: um novo livro da Marissa Meyer, um novo livro da Marissa Meyer, um novo livro da Marissa Meyer.

10. Four Weddings and a Sixpence, Julia Quinn, Elizabeth Boyle, Laura Lee Guhrke, Stefanie Sloane, 29 Dezembro — Uma antologia historical romance com a Julia Quinn como cabeça de cartaz—quero, quero, quero. Também tenho muita curiosidade em ler a história da Laura Lee Guhrke porque esta senhora é uma autora extremamente popular dentro do género mas por incrível que pareça nunca li nada dela.

Esta rubrica é da autoria do The Broke and the Bookish.


Because of Miss Bridgerton

Autor: Julia Quinn
Série: Rokesbys, #1
Editora: Avon Books
Publicado: 29 Março, 2016 
Formato: Paperback
Páginas: 375
ISBN: 9780062388148
Idioma: Inglês

Sinopse: Sometimes you find love in the most unexpected of places… This is not one of those times. Everyone expects Billie Bridgerton to marry one of the Rokesby brothers. The two families have been neighbors for centuries, and as a child the tomboyish Billie ran wild with Edward and Andrew. Either one would make a perfect husband… someday.

Sometimes you fall in love with exactly the person you think you should… Or not. There is only one Rokesby Billie absolutely cannot tolerate, and that is George. He may be the eldest and heir to the earldom, but he’s arrogant, annoying, and she’s absolutely certain he detests her. Which is perfectly convenient, as she can’t stand the sight of him, either.

But sometimes fate has a wicked sense of humor… Because when Billie and George are quite literally thrown together, a whole new sort of sparks begins to fly. And when these lifelong adversaries finally kiss, they just might discover that the one person they can’t abide is the one person they can’t live without…

goodreads-badge-add

Opinião:

***Sem triângulo amoroso***

Ai, que saudades que eu tinha de ler Julia Quinn. *sigh*

Os protagonistas deste primeiro volume dos Rokesbys são: Billie Bridgerton, a tia do Anthony, do Colin, do Benedict, etc (embora neste livro o pai deles ainda nem seja adulto sequer), ela que é a primogénita da sua geração, que toda a gente conhece e adora, que gere Aubrey Hall e os terrenos da família como mais ninguém o sabe fazer, porque ela praticamente foi criada como se fosse “her father’s eldest son”e George Rokesby, o vizinho do lado, também ele o primogénito e portanto, o herdeiro de tudo que fica ali ao lado da propriedade dos Bridgerton, mas George é o mais sério e reservado dos irmãos Rokesby, ao ponto de Billie lidar com os outros dois—Edward e Andrew—sem formalidades absolutamente nenhumas, mas com George ser diferente. Há ali uma linha que separa George, quer dos irmãos, quer de Billie.

Coisas que gostei:

  • de conhecer a Billie que é tão enérgica, tão cheia de vida, tão verdadeira e totalmente sem pretensões—embora confesso não ter achado graça nenhuma ao facto dela certa vez ter ido caçar por desporto, shame on you, Billie, shame on you;
  • da maneira como a mãe e o pai a apoiam em tudo e lhe dão liberdade para ela fazer o que quer e gosta e tem talento para, independentemente das regras da sociedade;
  • da amizade entre os Bridgerton e os Rokesby, quer a geração mais antiga, quer a geração mais nova, eles realmente dão-se todos como se já fossem família e foi tão engraçado perceber que nem os pais Bridgerton, nem os pais Rokesby davam importância nenhuma ao facto dos irmãos Rokesby estarem sozinhos com as irmãs Bridgerton, sendo que todos eles são solteiros;
  • Andrew, Andrew, Andrew. *heart eyes* O Andrew, que a meu ver é o Colin dos Rokesbys, foi a minha personagem mais que favorita em todos os sentidos—divertia-me tanto sempre que ele estava em cena, a maneira como ele é tão descontraído e bem-humorado, mas depois com as obsessões dele, que nem sequer são assim tão sérias (ex: castelos de cartas!), vira super competitivo, a risota. O próximo livro vai ser o do Edward e portanto ainda vou ter de esperar HORRORES pelo do Andrew, raios partam.
  • Pall Mall & The Mallet of Death are back!😀

Por outro lado:

  • não posso dizer que o George me tenha dado calores como normalmente os protagonistas da Julia Quinn me dão, nem sei bem porquê—muito sério? muito reservado? muito betinho?—mas realmente o George não fez nada pelas minhas lady parts;
  • o romance em si começa a despertar verdadeiramente ao estilo da JQ, com uma cena em parte cómica, em parte insólita que muito testa a paciência da Billie e do George. Depois disso ainda há mais duas ou três situações engraçadas em que eles têm muitos ciúmes um do outro, mas no geral o romance é um steamy muito moderado e quase sem angst nenhum de ambas as partes. Parece que o problema deles se resolve assim num instantinho e sem demais obstáculos, e pronto, eu queria mais. (Faz-me sofrer, JQ! Faz-me querer dar abanões a esta e àquela personagem! Faz-me precisar de ir buscar um copo de água depois de ler determinada cena!)
  • achei aquele pseudo-conflito na parte final com o George e o tal indivíduo um bocadinho silly e anti-climático. Percebo que aquilo era suposto ser um teste difícil para o George, já que o demónio dele era mesmo aquela coisa de querer fazer algo pelo país e pelo irmão e de não poder, mas sei lá, achei toda aquela parte da história muito mal contada e mal inserida no grande esquema das coisas;
  • foi muita maldade o baile ter acabo daquela maneira, queria tanto ter lido a cena da Billie e do George a dançar pela primeira vez mas baaah, Julia, whyyyy.

Apesar desta parte final da minha opinião com as reclamações, o Because of Miss Bridgerton foi uma luzinha brilhante na minha semana (honestamente, no meu mês) e que muito me fez sorrir e virar página após página com fome de mais e mais daquela escrita e daquelas personagens fabulosas que só a Julia Quinn sabe criar. Recomendo e quero o próximo.

4stars

Goodreads | The Book Depository

estreiasjunho2016 copy

S. João, S. João, S. João, dá cá um balão. É Junho, pessoal.

Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos — 09 de Junho

(Warcraft)

warcraft-poster-pt

Baseado no popular jogo de computador. Em Dezembro também vai estrear o Assassin’s Creed, portanto, este género está em alta este ano.

* * *

A Febre do Mississipi — 16 de Junho

(Mississipi Grind)

a-febre-do-mississipi-poster-pt

O que é que se passa com a cara do Reynolds neste poster? Photoshop no nariz? Eyeliner?

* * *

Mestres da Ilusão 2 — 16 de Junho

(Now You See Me 2)

mestres-da-ilusão-poster-pt

Sequela do filme de 2013 que eu acho que não vi? Diz que é uma espécie de Ocean’s Eleven, sei lá.

* * *

À Procura de Dory — 23 de Junho

(Finding Dory)

a-procura-de-dory-poster-pt

A Ellen tanto chateou a Disney que conseguiu, e portanto, anos e anos e anos depois, cá está o filme da Dory.

Realmente gostava de ir ver ao cinema mas como não tenho esperanças absolutamente nenhumas de que haja uma sessão com as vozes originais há muito que já fiz um mental strikethrough.

Nota: o realizador é o mesmo do Finding Nemo (Andrew Stanton).

* * *

O Dia da Independência: Nova Ameaça — 23 de Junho

(Independence Day: Resurgence)

o-dia-da-independencia-poster-pt

E vinte anos depois, cá está a sequela do Independence Day, que era um dos meus filmes favoritos quando era adolescente. Quer dizer, ainda adoro, e tenho pena que não passe assim muitas vezes na TV porque parava logo tudo para ver. É tão divertido.

Quanto a trailer, gostei muito de ver que vários actores do primeiro filme estão de volta—especialmente o meu favorito, Jeff Goldblum, e também o Judd Hirsch, que é o actor que faz de seu pai (e que eu gosto tanto de ver em Forever). Não sei o que se terá passado com o Will Smith, se ele não quis entrar na sequela, se não havia dinheiro para lhe pagar, ou se a ideia original já era ele não fazer parte do elenco de modo a dar lugar a uma jovem cara nova—e que interpretaria o seu filho. Não me apetece ir googlar qual das hipóteses está correcta.

Nota: o realizador também é o mesmo do primeiro filme (Roland Emmerich).

* * *

Estado Livre de Jones — 23 de Junho

(The Free State of Jones)

estado-livre-de-jones-poster-pt

Tenho uma relação um bocadinho instável com o Matthew McConaughey, não lhe achava piada nenhuma até no ano passado o ver visto no True Detective e ter adorado a personagem e a prestação dele, e portanto, agora dou-lhe sempre uma oportunidade, mas se estiver a dar uma comédia romântica daquelas mais antigas com ele na TV ainda tenho de mudar o canal o mais rapidamente possível porque, sei lá, irrita-me. Arre, filmes mais parvos.

Mas pronto, este não tem nada a ver e gostei bastante do que vi no trailer. Basicamente é mais um filme que conta um pedacinho do que se passou durante a American Civil War. Oscars?

Com realização de Gary Ross.

* * *

Amor e Amizade — 30 de Junho

(Love and Friendship)

amor-e-amizade-poster-pt

Embora o título deste filme seja Love and Friendship, é baseado no Lady Susan da Jane Austen e não no *actual* Love and Friendship, título também da Jane Austen. Não li nenhum dos dois.

Sou neutra em relação à Kate Beckinsale, e até achei piada ao trailer.

* * *

Central de Inteligência — 30 de Junho

(Central Intelligence)

 central-intelligence-poster

Parece ser tão divertido.

(Fonte: filmspot e nos.cinema; todas as datas de estreia estão sujeitas a alteração)

novidades2016-new

E diz o site da Planeta que o segundo volume da série Blackthorn & Grim, e sequela d’ O Lago dos Sonhos da Juliet Marillier, tem lançamento previsto para o dia 15 de Junho e o título de A Torre de Espinhos—literalmente a tradução de Tower of Thorns.

Ainda não há capa, mas suponho que vão manter a imagem das edições da Roc (US) e da PanMacmillan (AU), tal como fizeram com o primeiro livro da série, até porque era criminoso não o fazer. Estas capas são lindas de morrer.

Meanwhile, eu estou à espera do Den of Wolves. *crazy laughter*




Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 951 outros seguidores

%d bloggers like this: