Archive for the ‘…o filme’ Category

Primeiro post de 2017! Isto vai relativamente curto porque não tenho assim muito a dizer sobre o Rogue One, que fui ver há cerca de uma semana numa sessão surpreendentemente tranquila em que só estavam umas cinco pessoas. Ora então, os positivos primeiro: Chirrut Imwe: I’m one with the Force. The Force is with me.  I’m one with the Force. […]


Fui ver o Skarsgardzan no passado sábado com toda a intenção de alegrar as minhas vistas naqueles quase dois metros de angry jungle viking a correr seminu pelo Congo fora em perseguição dos sacanas que lhe levaram a Jane e também na esperança de saturar o meu cérebro de cenas steamy entre os dois, porque, sweet baby Jesus, eles são os dois tão giros e jeitosos e tudo que […]


Fui ver o Batman v Superman no passado sábado e, oh boy, por onde começar a enumerar os problemas… [there will be spoilers] O Ben Affleck não me convenceu nem como Batman nem como Bruce Wayne. Eu sei que nem um nem outro são exactamente carismáticos mas achei que a performance no geral só tinha dois níveis: robô e creep. […]


Aqui estou eu mais uma vez, embrenhada naquela actividade fantástica de seu nome “eating crow”, porque fui um tanto ou nada bitchy com o The Man from U.N.C.L.E. no post de estreias e pronto… I was wrong. Então, fui ver o dito cujo no sábado e OMD foi tão divertido. A história gira à volta de um cientista que […]


Fui ver o Ant-Man em 3D na semana passada, e posso dizer que 1. foram duas horas muito bem passadas e cheias de gargalhadas, 2. o 3D vale muito a pena, e isto vindo de mim, que não sou fã de 3D, e 3. é possível que o Paul Rudd seja um vampiro (o homem tem 46 anos??? mas […]


Título original: Saphirblau Título em português: Safira Autor: Kerstin Gier Série: The Ruby Red Trilogy, #2 Editora: St Martin’s Press Publicado: Março, 2015 (1ªed.2009) Formato: Paperback Páginas: 357 Idioma: Inglês Sinopse: Gwen’s life has been a rollercoaster since she discovered she was the Ruby, the final member of the secret time-traveling Circle of Twelve. In between searching through history for […]


Fui à estreia do Insurgent na quinta-feira, estava muito mais gente na sessão do que o que eu estava à espera—malditos, eu queria a sala só para mim para fangirlar à vontade sempre que o Theo aparecesse no ecrã, mas humph, raios partam as pessoas. Adiante. Gostei bastante da primeira metade do filme, começando por todas […]