[Top Ten Tuesday] Romance Tropes

14Fev17

toptentuesday

Top Ten Tuesday, que esta semana é um All About Romance freebie, e eu decidi listar alguns dos meus tropes favoritos com alguns livros a exemplo. Cá vai disto:

1. Just the two of us — Opaaaá, eu amo histórias em que o herói e a heroína por alguma razão têm de enfrentar um jornada qualquer juntos, sem grandes interferências de terceiros e melhor ainda é quando eles nem começam por se dar assim muito bem. Favoritos a exemplo: These Broken Stars de Amie Kaufman e Meagan Spooner, e Scarlet de Marissa Meyer.

2. Enemies-to-lovers/Hate-to-love — Este por vezes deixa-me maluca, a puxar pelos cabelos, a bater com a cabeça na parede mas OMD que este trope está no meu top 3 dos tropes. Favoritos a exemplo: Crown Duel de Sherwood Smith, Daughter of Smoke and Bone de Laini Taylor e, claro, Pride & Prejudice de Jane Austen.

3. Heróis idiotas a dizerem coisas idiotas à heroína — O número uno da minha lista para este ponto até podia ser o Mr. Darcy já que ele é o rei da coisa, mas a verdade é que o herói que me salta logo da memória quando penso neste tema dos idiotas a dizer coisas idiotas é mesmo o Colin—nunca vou recuperar daquele momento totalmente heartbreaking no An Offer From a Gentleman quando ele berra “I am certainly not going to marry Penelope Featherington!” com a Penny mesmo ali ao lado. F*****g hell, Colin. Horrores, horrores.

4. O rake apaixonado pela primeira vez que não sabe bem o que fazer — Uma das minhas cenas absolutamente favoritas do Devil in Winter é quando o Sebastian está a ter um semi-ataque de pânico porque finalmente chegou à conclusão que ama a Evie como um louco mas não sabe o que fazer com esses feels todos e diz-lhe algo do género, you have to go, I can’t be around you, I don’t know what to do, WHAT ARE YOU DOING TO ME, PLEASE GO AWAY!!! E a Evie: awww, you love me.

5. Fazer de conta que não gosto nada de ti — Porque é que as pessoas gostam de sofrer?? E porque é que há pessoas que gostam de ler sobre pessoas que gostam de sofrer??

wejustdontknow

Exemplos favoritos: The Chaos of Stars e séries Penryn and the End of Days e The Winner’s trilogy.

6. You’ve Got Mail/Love interest anónimo — ADORO. Opá, adoro romances com partes anónimas e troca de cartas e emails e mensagens de todo o tipo, e em que um dos envolvidos por alguma razão prefere manter o anonimato, ou nem sequer se pronuncia e só venera a sua amada de longe. Claro que isto tem de ser bem feito para não começar a entrar no terreno do creepy stalker. E quem já fez isto tudo muito bem? Rainbow Rowell com Attachments e Tammara Webber com Easy.

7. Parece que nem está a acontecer nada — Este é praticamente um sinónimo do próximo ponto, mas achei por bem dar-lhe um lugar próprio inteiramente por causa da Maggie Stiefvater que gosta de me obrigar a estas coisas com os seus romances tão subtis que por vezes parece que nem estão ali mas vai na volta e BAM! Socorro! Portanto os exemplos favoritos são os Raven Boys e o Scorpio Races.

8. Slow-burn — Save the best for last. Claro que o meu Daughter of the Forest tinha de entrar neste top, e ainda por cima incluído aqui no meu trope romântico favorito de sempre, o belo do slow burn—porque não gosto de coisas apressadas em nenhum aspecto desta vida, porque é preciso muita calma e tranquilidade, mesmo que por dentro o coração esteja a mil assim quase a saltar para fora do peito, porque é ene vezes mais interessante ver o romance acontecer devagar, devagarinho, sem pressas, sem saltar etapas. Sigh, doce tortura. Outro exemplo favorito: Fangirl de Rainbow Rowell.

Esta rubrica é da autoria do The Broke and the Bookish.

 

Advertisements


4 Responses to “[Top Ten Tuesday] Romance Tropes”

  1. Hate to love is a HUGE favorite of mine too. I love to see the relationship turn around!

    • YES! Especially when they’re forced to be around each other/work together for some reason, so much fun xD

  2. 3 p7

    #3: ahhh ainda sinto vergonha alheia só de pensar no comportamento atroz do Colin. Gods! Que vontade de lhe puxar as orelhas. xD

    #5: porque somos masoquistas? xD Não há nada como personagens ficcionais a inventarem razões para não serem felizes. 😛

    • Super traumatizante! Anos depois e mesmo já sabendo como a história deles termina AINDA dói pensar naquela cena.

      …e durante vários livros. É mesmo gostar de sofrer xD


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: