[Opinião] Trilogia The Unladylike Adventures of Kat Stephenson

12Mar16
Edições UK

Já tinha lido o A Most Improper Magick em 2010, e até cheguei a postar uma opinião, mas como só li os outros dois este ano decidi fazer um post com a minha opinião da série no geral—até porque a minha opinião de há seis anos deixou-me naquele estado que se manifesta sempre que leio alguma coisa que escrevi no mínimo há 10 meses: profundo embaraço e horror e OMD porque raio postei esta bosta??? Apetece-me editar, editar, editar, mandar para o lixo, uuugh, uugh, uuuuuugh. Blogger problems.

Adiante. Esta série conta a história dos irmãos Stephenson—Charles, Elissa, Angeline e Kattherine—eles que são filhos de uma bruxa e como tal herdaram os seus poderes (uns mais do que outros). No centro das peripécias que continuamente rodeiam esta família está Kat, a legítima protagonista, a mais jovem e a suposta incorrigível, que no fundo é só uma miúda cheia de personalidade que 1. quer aprender mais coisas sobre magia mas não a deixam, 2. quer ver todos os seus irmãos felizes com os seus respectivos mas há sempre alguém a intrometer-se, e 3. quer muito, muito limpar o nome da mãe que no seu tempo foi muito mal vista quer pela sociedade comum, quer pelos membros da ordem de magia, mas parece que tudo o que ela e os irmãos fazem só reforçam a ideia. Portanto, a vida não está nada fácil para a Kat ou para qualquer um dos Stephensons.

Edições US (com títulos diferentes)

As minhas queixas relativamente ao primeiro livro tinham sido sobretudo sobre a falta de explicação quanto à magia e ao seu mundo, e ainda pelo facto de não haver mais cenas com a Angeline e o Frederick, as minhas personagens favoritas, e bem, de certa maneira os outros dois livros tentaram fazer-me o jeito quanto à última coisa porque dão bastante tempo de antena aos obstáculos que estão sempre a aparecer-lhes pelo caminho do seu final feliz; por outro lado, as personagens em si passam muito pouco tempo juntas e baaah, lá está a minha queixa outra vez.

Quanto à magia, quando terminei o segundo livro já me tinha resignado que esta série não me ia dar todas as respostas que eu queria e que eu estava bem com isso, até porque ela está direccionada para um público mais jovem e tenho quase a certeza que a autora não estava a tentar ser uma J.K.Rowling. O foco da história ao longo dos três livros é a maneira como a Kat consegue lidar com as várias situações que lhe vão aparecendo à frente—às vezes com uma ajudinha da magia, outras vezes só com um toque de rebeldia, quase sempre com ambas—e isto vai desde uma senhoreca que vai tentar de tudo para que o filho não se case com uma das suas irmãs, até conspirações que põe em risco o próprio país.

Em suma, uma leitura descontraída e bem-humorada que embora não seja propriamente viciante, quando acaba deixa assim um gostinho de “olha, até lia mais dois ou três.”

3stars

GoodreadsThe Book Depository


No Responses Yet to “[Opinião] Trilogia The Unladylike Adventures of Kat Stephenson”

  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: