[Opinião] Life in Outer Space

05Jul15
life-in-outer-spaceAutor: Melissa Keil
Editora: Hardie Grant Egmont
Publicado: Fevereiro, 2013 
Formato: ebook
Páginas: 316
Idioma: Inglês

Sinopse: Sam is a geek movie-buff with a ragtag group of loser friends who have been taking abuse from the popular kids for years. But when the super-cool Camilla moves to town, she surprises everyone by choosing to spend time with Sam’s group. Suddenly they go from geek to chic, and find that not everything boils down to us and them. With their social lives in flux, Sam and Camilla spend more and more time together. They become the best of friends, and Sam finds that he’s happier and more comfortable in his own skin than ever before. But eventually Sam must admit to himself that he’s fallen in love. If he confesses his true feelings to Camilla, will everything change again?

add to goodreads

Opinião:

* * * Sem triângulo amoroso * * *

Life in Outer Space conta a história de Sam, um adolescente fanático por cinema e nada popular na escola, que só quer terminar o secundário o mais depressa possível e sem distrações, e ir para uma faculdade bem longe de casa onde ninguém o conhece e onde ele não terá de aturar mais os bullies do liceu. Entra a Camilla. A miúda nova. E os planos do Sam ficam ligeiramente de pernas para o ar.

Dizer que gostei das personagens principais e secundárias desta história é pouco—amei-as. Começando pelo Sam que é um miúdo fantástico e muito pragmático, uma criatura de hábitos que não lida nada bem com mudanças—é tão cómico vê-lo a ficar num estado de “do-not-compute” quando a Camilla invade o seu espaço, se mitra no seu grupo de amigos e muda praticamente tudo. Hilariante. Principalmente, porque, para ela, fazer novos amigos, convidar-se para ir a casa deles, arrastá-los para a praia, para um bar, para qualquer sítio ou evento, não é nada extraordinário, mas para um miúdo como o Sam, que está habituado a interagir com as mesmas três pessoas dentro e fora da escola, a refugiar-se num canto durante todos os intervalos, a não participar em qualquer evento social que envolva pessoas e muito menos o pessoal da escola, este tipo de comportamento é altamente chocante, mas é tão difícil, impossível mesmo, dizer ‘não’ à fofa da Camilla que ele lá tem de sair da sua zona de conforto, fazer-lhe a vontade e surpreender-se uma e outra vez com os resultados.

Os amigos do Sam—Mike, Adrian e Allison—são uns amores de miúdos, todos com personalidades e interesses bem diferentes. Cada um tem o seu momento de maior protagonismo a certa altura da história, embora tenha achado o subplot do Mike o mais longo e emotivo, comoveu-me a maneira como o Sam e os outros estavam constantemente a tentar descobrir o que se passava com ele, e acabou por ter muita graça porque eles acham que o problema é um amor não correspondido—mal sabem eles que o Mike não tem dificuldades nenhumas nessa área, e que ainda por cima é ele que passa o livro todo a ajudar subtilmente o Sam e a Camilla, sem que o Sam perceba o que o amigo está a fazer. É muito inteligente e bom miúdo aquele Sam mas também é muito tapadinho—faz parte do charme.

life-in-outer-space-1

Já a Camilla é um autêntico cupcake, um beacon de goodness, aquela miúda super simpática, confiante e cool que faz tudo parecer tão fácil e simples. Ela dá-se naturalmente bem com toda a gente e tem quase um efeito apaziguador sobre as pessoas. Eu confesso que ainda receei que os esforços dela para unir os grupos—populares e não populares—a certa altura iam dar para o torto, e que mal o Sam se sentisse confortável e seguro ia-se dar uma cena tipo Carrie a levar com o balde de sangue pela cabeça abaixo durante o prom, mas felizmente tal nunca aconteceu.

Isso foi outra coisa que gostei acerca deste livro, de até os bullies não serem exactamente más pessoas ou fazerem coisas abomináveis, mas antes um punhado de miúdos estúpidos que acham graça meter-se com os outros e pregar partidas idiotas. Ou seja, este livro nunca leva os aspectos negativos até ao extremo, o que para mim foi um alívio, porque às vezes apetece ler algo mais light.

Outra coisa que também gostei foi daquele sublinhar de que ninguém tem a vida perfeita, mesmo aquelas pessoas que aparentemente são tão confiantes e têm tudo—beleza, talento, inteligência, dinheiro, etc—porque toda a gente tem os seus demónios, as suas dores, algum aspecto menos agradável nas suas vidas que os impede de serem totalmente felizes, por mais inacreditável que isso possa parecer para quem os rodeia.

Em suma, um romance light e fofinho com personagens cómicas e terrivelmente espertas que vale a pena conhecer. Recomendo sem reservas para quem aprecia romance contemporâneo YA ao estilo de Rainbow Rowell.

5stars

ENGoodreads | The Book Depository
Anúncios


4 Responses to “[Opinião] Life in Outer Space”

  1. Não conhecia este livro mas agora fiquei mega curiosa 😀 obrigada!

    • Aw, é tão, tão giro. Eu agora ando em pulgas para ler o outro livro YA da autora, The Incredible Adventures of Cinnamon Girl 😀


  1. 1 [Waiting on Wednesday] The Incredible Adventures of Cinnamon Girl | Cuidado com o Dálmata
  2. 2 Favoritos 2015 | Cuidado com o Dálmata

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: