La belle et la bête, o filme

09Jul14

la-belle-et-la-bête_posterYAY, finalmente consegui ver o La belle et la bête do Christophe Gans! \(◕‿◕✿)/

Fiquei tão chateada quando este filme não estreou em Portugal no início do ano, conseguem ser tão lame as distribuídoras tugas às vezes, tão lame, humph.

Visualmente este filme é um autêntico eyegasm, os cenários são extraordinários, ao ponto de eu não conseguir distinguir o que era CGI, do que era real (beeem, excepto os cães, esses eram claramente CGI). O castelo do beast então… é de ficar de queixo caído, já para não falar que ando com uma vontade louca de espalhar roseiras por tudo que seja canto da casa.

A história começa por ser bem fiel à versão da Beaumont, com o pai da Belle a ser um mercador recentemente na penúria, e com vários filhos para sustentar, que certo dia entra no castelo do beast para pedir abrigo e acaba por cometer a grave ofensa de colher uma rosa para a filha. Na verdade nem consigo ter muita pena do velhote porque antes da rosa, ele “colhe” outras coisas de mais valor lá do castelo, e ainda por cima serve-se do banquete que lhe aparece à frente como se nunca tivesse visto comida antes na vida. Mas. Que. Raio.

la-belle-et-la-bête_poster2No entanto, a certa altura mete-se ali pelo meio uma história completamente nova, com o background do beast, ou pelo menos com o pedacinho que explica como é que ele ficou naquele estado. E acontece que nesta versão de Beauty and the Beast, quem lança a curse não é uma feiticeira despeitada, mas antes o Deus da Floresta. E esta, hein?

Não desgostei desta ideia no geral, mas tive sim vários problemas com o facto do primeiro amor do beast ter imenso protagonismo. Quer dizer, eu adoro esta história, este fairytale, este romance intemporal, estas duas personagens épicas juntas, óbvio que não vou querer ver o beast, na altura ainda no formato de homem, todo enamorado por outra moça.

Ainda por cima quando os flashbacks com a sua primeira dama são ene vezes mais apaixonados do que qualquer cena entre o beast e a Belle—e esta para mim é a grande falha do filme, o romance. O romance que não foi desenvolvido como deveria ter sido. Basicamente o que acontece é que eles odeiam-se, odeiam-se, odeiam-se, depois têm prai duas cenas em que não se odeiam com tanta intensidade, e logo a seguir dá-se a cena final em que a Belle diz que o ama. Como?? Não percebi! E é uma pena porque, e vou dizer outra vez, o filme é tão bonito, que é um verdadeiro desperdício não ter uma história de amor à altura.

De qualquer maneira vale a pena ver, porque afinal é um filme Beauty and the Beast, e ainda por cima a cena em que o beast e a Belle dançam tem várias semelhanças com a cena da animação da Disney, ASDFGHJK:

bellebete-small1

bellebete-small3
bellebete-small3

Aqui fica um link para o trailer.



2 Responses to “La belle et la bête, o filme”

  1. Tenho mesmo que ver!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: