By These Ten Bones

25Mar14
by-these-ten-bonesAutor: Clare B. Dunkle
Editora: Square Fish
Publicação: Feb, 2011 (1ªed. 2005)
Formato: Paperback
Páginas: 229
Idioma: Inglês

Sinopse: There’s hidden places all over this land-old, old places. Places with a chain for them to chain up the wolf when it’s time.

A mysterious young man has come to a small Highland town. His talent for wood carving soon wins the admiration of the weaver’s daughter, Maddie. Fascinated by the silent carver, she sets out to gain his trust, only to find herself drawn into a terrifying secret that threatens everything she loves.

There is an evil presence in the carver’s life that cannot be controlled, and Maddie watches her town fall under a shadow. One by one, people begin to die. Caught in the middle, Maddie must decide what matters most to her-and what price she is willing to pay to keep it.

add to goodreads

Opinião:

Fiquei desiludida com este. Na altura comprei-o porque tinha acabado de ler o The Hollow Kingdom, pela mesma autora, adorei de morte, e naturalmente queria ler mais coisas da senhora, mas eh, não foi a minha praia.

A história passa-se numa pequena comunidade escocesa, onde os habitantes cuidam uns dos outros, mas onde também fazem (in)justiça pelas próprias mãos—honestamente, isto foi o que me incomodou mais neste livro, mas já falo sobre isso.

A protagonista desta história é Maddie, uma jovem com quem infelizmente não me consegui identificar muito, e pior que isso, cheguei ao fim do livro com aquela sensação de que ela ainda era uma estranha para mim.

O que se passa é que um dia chegam uns estrangeiros lá à aldeia e entre eles um wood-carver muito jeitoso que dá calores à Maddie, mas posso já adiantar que nem sequer rola um beijo entre os dois durante todo o livro.

Na mesma altura em que estes estrangeiros aparecem lá no sítio, começam a acontecer uns ataques durante a noite, mas os peasants nunca fazem a matemática e chegam à conclusão que se calhar a culpa é dos camones—excepto a Maddie, que parece ser a única que tem o tico e o teco a funcionar mais ou menos.

Há umas cenas interessantes e super creepy a envolver os ataques, que me lembraram porque é que gostei tanto do estilo da autora quando li o The Hollow Kingdom, mas isso não chegou para eu ficar com uma ideia positiva deste livro. Detestei quase todas as personagens secundárias, especialmente o Black Ewan que se acha uma autoridade e faz o que quer e o que lhe apetece aos outros—por exemplo, ele certo dia vê um dos estrangeiros a fazer nenhum e simplesmente pega nele, prende-o com uma corrente à volta do tornozelo e obriga-o a trabalhar nos campos, mais tarde mata-o, corta-lhe a cabeça, e deixa-a em exposição na aldeia. Eu só conseguia pensar WTF??

Voltando à Maddie e ao seu amado, que se chama Paul, já agora—gostei da determinação dela na parte final, ela queria salvá-lo a todo o custo, o que acabaria por salvar os pais dela e os outros habitantes da aldeia também, e a coragem da moça é admirável, sem dúvida, mas o desfecho acaba por ser tão simples, tão previsível, e tão anticlimático que quase tira todo o valor ao pseudo-sacrifício dela.

Enfim, não foi memorável, e se não o tivesse lido não tinha perdido nada.

2stars

EN | Goodreads | Amazon


No Responses Yet to “By These Ten Bones”

  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: