Star Trek – Além da Escuridão, o filme

11Jun13

alemdaescuridaoposter[Alerta: esta review contém spoilers]

Yep, fui ver o Star Trek – Into Darkness.

Nunca tinha visto nada do franchise, claro que conhecia e tinha uma vaga ideia do que se tratava mas em termos de história não sabia bem o que me esperava. Honestamente só tive vontade de ver este em particular por causa do Sherly Benedict, esse Deus que eu ainda não tinha tido oportunidade de ver no cinema, e agora que o filme está visto posso dizer com toda a certeza que só existem duas razões para ir ver o Além da Escuridão: ou para apreciar o Benny em acção, e neste caso em particular no papel do vilão Khan *abana-se*, ou então na eventualidade de se ser um trekkie. Caso o Benny não seja aliciante, nem o franchise bata forte aí dentro, se calhar é melhor escolher outro filme para ir ver porque realmente tirando o Khan e a interpretação gloriosa do Benny, achei tudo o resto muito meh.

No entanto aqui fica a nota de que eu não tinha dormido no dia anterior a ir ver este filme e a falta de sono naturalmente deixou-me lenta das ideias, ainda assim achei que vários momentos estavam muito mal explicados, e pior do que isso, que a storyline era muito WTF.

O que eu percebi:

  • Descongelaram o Khan, uma espécie de super-homem versão criminoso que pelos vistos em vez de ser sentenciado à morte foi metido no congelador com todos os seus 72 minions, para ele ajudar a construir armas e mais não sei o quê para o Starfleet aka os bons da fita, e o Khan fez isso mas depois conseguiu pirar-se, DUH.
  • Não sei quanto tempo depois, ele reaparece e só quando manda um edifício abaixo e mata gente importante é que se lembram de mandar a cavalaria—Kirk, Spock &Co.—atrás dele. Acontece que pelos vistos esse era o plano do Khan desde o início porque na Enterprise, para além da cavalaria, viajam os minions dele, ainda versão calippo, escondidos dentro de torpedos, e o Khan quer os babies dele de volta—e com eles pretende dominar o mundo.
  • O que eu ainda não disse é que foi o próprio Khan que conseguiu, sabe-se lá como, quando, ou com que recursos, meter os seus minions dentro dos torpedos—quando ainda fazia armas para os outros totós…? Ultrapassa-me como é que ele conseguiu tal feito sem ninguém se dar conta. E já que ele é assim tão sneaky, como conseguiu fazer tal coisa, e no entanto não conseguiu descongelar ele próprio os seus babies e pirar-se com eles em primeiro lugar? Afinal provavelmente só precisava descongelar um ou dois para mandar todo o Starfleet abaixo. Fico sempre desconsolada quando o evento que desencadeia uma história não tem uma explicação sólida, e é livre de plotholes.

Por falar em plotholes, como referi antes, não estava em mim quando fui ver o filme, mas lá reparei que toda a acção se passava no ano 2260, e note-se que o Khan esteve congelado durante 300 anos, o que significa que alguém o transformou em calippo por volta de 1960. WHAT. HOW. Das duas uma: ou a pessoa que escreveu o script estava embriagada, ou o Khan não é natural do planeta Terra. Até porque, como é que ele é um super-humano ao lado dos outros? Será que o pessoal do futuro é mais fracote e estúpido?

Outra coisa, porque é que foi necessário apanhar o Khan para usar o super-sangue dele de maneira a salvar o Kirk QUANDO HAVIA 72 SUPER-HUMANOS COM O MESMO SUPER-SANGUE ALI À MÃO?

Perdoem-me trekkies, mas eu sou uma leiga no tema Star Trek e provavelmente estou a dizer grandes disparates. Alguém que me explique, eu agradeço.

Claro que o J.J. Abrams fica desculpado por grande parte destes fails por ter incluído todas aquelas cenas do Benny a dar cabo do coiro a toda a gente, e ainda aquela cena do discurso em que as lágrimas lhe começam a cair por aquelas cheekbones do mal abaixo…

don't-need-my-heart-anymore

Khan e plotholes à parte—esperava um bocadinho mais da dupla Kirk e Spock, honestamente acho o Kirk uma personagem desinteressante, e o Chris Pine não ajuda porque é um daqueles actores que nem me convencem—aquela cena da morte dele: LOL—, e que nada fazem pelas minhas lady parts; o Spock (Zachary Quinto) é ligeiramente melhor, mas ainda assim apreciei muito mais o resto da tripulação, Uhura (Zoe Saldana), Scotty (Simon Pegg), Sulu (John Cho), Bones (Karl Urban) e Chekov (Anton Yelchin).

Tal como disse no início: sim, vale a pena ir ver pelo Benny, não me arrependo nada, mas se ele não entrar nos próximos (ou outro actor que eu admire), este foi sem dúvida o meu primeiro e último filme Star Trek na vida.

Trailers

Homem de Aço:  Passaram um trailer novo que gostei muito, muito mais do que o que tinha visto quando fui ao Iron Man 3, porque este não tinha como música de fundo aquela coisa deprimente do primeiro teaser.

World War Z: OMD, alguém já viu o trailer deste no cinema, em 3D??? Beeeem eu saltei da cadeira umas duas vezes. Aquilo são efeitos 3D on steroids. F*ck me.

Wolverine: Foi a primeira vez que vi, e pareceu-me bem, embora eu não seja grande fã da personagem.



4 Responses to “Star Trek – Além da Escuridão, o filme”

  1. 1 Nuno

    Olá Carla,

    Achei curiosa a tua opinião sobre este filme, principalmente por ser vindo de alguém que nunca tinha visto Star Trek.

    Duvido que o Cumberbatch regresse como Khan, ainda assim e já que este foi o teu primeiro e em principio o único Star Trek que irás ver, então deixo a sugestão se tiveres a oportunidade para isso, que é veres o filme Star Trek II – A Ira
    de Khan.
    É não só, na minha opinião como na de muitos outros também, o melhor filme feito até hoje nesta serie. E é um filme que aborda temas que vão para lá do universo Trek, tais como vida, morte, juventude, envelhecimento, sacrificio e vingança. Daí ser um filme que pode ser visto e compreendido quer por fãs de Star Trek quer por não seguidores/conhecedores da mesma. Fica a sugestão.

    Em relação ao Khan e alguns dos plot holes deste filme, eu creio que ele foi “descongelado” pelo comandante da frota estelar e feito refem todos os outros 72 superhumanos da mesma espécie do Khan, para que sob o nome falso de Harrison ele concebesse em segredo à frota estelar armas e naves para a guerra que estáva iminente. Até chegar ao ponto em que o Khan se revoltou.

    Os 72 torpedos com os superhomens dentro foram colocados na Enterprise por ordens do comandante da frota e não pelo Khan. Tanto assim é que esses torpedos não podiam ser examinados por ninguém, levando a que o próprio Scott pedisse a demissão ao Kirk por não poder examinar esses torpedos e estar contra o objectivo da missão em ser puramente bélica, que era executar o Khan. Ninguém sabia, nem o próprio Khan, que os torpedos tinha gente congelada no interior.

    Resumindo o comandante da frota usou o Khan, o Kirk, e até a própria filha(!), como se fossem peças de xadrez para militarizar a frota e ao mesmo tempo instigar a guerra contra os Klingons. Enquanto que o motivo do Khan era reaver os seus superhumanos a qualquer preço, aliando-se como mais lhe convinha quer ao Kirk quer ao comandante da frota, embora com o objectivo final de governar ou subjugar todos os seres inferiores na Terra, ou uma coisa assim parecida.

    Só vi o filme uma vez mas penso ser mais ou menos isto.

    Uma coisa que não é referida no filme é o facto do Khan ter sido por sua própria vontade congelado.
    Na realidade ele fazia parte de uma série de homens geneticamente modificados, os “superhomens”, e que depois ele viria a tornar-se tirano de uma parte do planeta Terra. Mas entretanto o Khan foi derrotado e ele exilou-se com a mulher dele e os restantes superhomens, auto congelando-se a todos numa nave própria para esse efeito chamada Botany Bay.Tal qual uma seita fanática!.
    Isto está relatado num dos episódios da serie original para televisão do Star Trek com o cast original.

    Quanto ao filme a cena da morte do Kirk foi forçada tal como a “ressurreição”. Essa do sangue do Khan eliminar doenças é coisa inventada apenas neste filme, mas o JJ Abrams incluiu esta cena para fazer um paralelismo com o filme A Ira de Khan. Se algum dia vires esse filme vais perceber porquê😉

    Bons filme e parabéns pelo blog🙂

    • Olá Nuno! Yay, obrigada, finalmente alguém se digna a explicar-me Star Trek!
      Eu sabia que tinha sido má ideia ter ido ver este filme sem ter visto nada do franchise antes, mas pronto. Olha estou chocada por me teres dito que não foi o Khan que meteu o pessoal dele nos torpedos, tinha ficado mesmo convencida que sim, claramente não estava a prestar atenção nessa parte.
      Mas olha lá, eles podiam ter usado o sangue de qualquer outro dos super-homens congelados para salvar o Kirk, ou tinha mesmo de ser o do Khan? E já agora, consegues-me explicar aquela coisa dele estar congelado durante 300 anos, e o filme passar-se em 2260? Não faz assim muito sentido, pois não? ou está-me a falhar alguma coisa no raciocínio … se bem que já li mais opiniões em que o pessoal se queixava disso. :s
      Obrigada pela sugestão! às tantas ainda vejo mesmo A Ira de Khan—mesmo que não entre o Benny😉 .

      • 3 Nuno

        Olá,
        sim em principio eles podiam usar o sangue de um dos outros congelados, mas quer me parecer que ao não fazerem isso serviu apenas de pretexto para o JJ Abrams e os escritores do filme em meterem mais uma cena de acção no final. É uma falha de roteiro bem óbvia, mas que podia ser resolvida se os argumentistas pusessem no filme uma explicação de que o Khan era o único com esse sangue, ou que não havia tempo suficiente para descongelar e testar outro sangue antes de salvar o Kirk, ou uma outra explicação qualquer minimamente aceitável.

        Confesso que não prestei atenção a essa coisa das datas. Sei que nos filmes do JJ Abrams os acontecimentos existem em um universo diferente e com uma nova timeline que não segue os acontecimentos na cronologia Star Trek dos filmes e séries originais. Ex. na série original o Spock e a Uhura nunca foram namorados, quem descongelou o Khan foi o Kirk quando este descobriu por mero acaso uma nave com todos os congelados a navegar no espaço, e outros acontecimentos que só acontecem nos filmes do JJ.

        De qualquer maneira quando o Khan se auto-congelou isso aconteceu dentro do contexto do universo Star Trek, em finais do Séc.XX, numa altura em que a humanidade já estava num nível tecnológico bastante avançado ao ponto de puderem fazer alterações genéticas ou congelarem seres humanos em estado de hibernação.

        Na Ira de Khan não entra o teu Benny😉 mas é interpretado pelo mesmo actor que fez de Khan na série original. É uma versão diferente da personagem, mais teatral e vulnerável fisicamente, e com um corte de cabelo muito ao estilo anos 80 lol😀 mas acho que até vais acabar por gostar do filme.

        Um óptimo fim de semana e bons filmes🙂

      • Olha muito bem pensado, bastava terem dito isso, que não havia possibilidade/tempo de usar o sangue dos outros congelados, e o Spock tinha mesmo que apanhar o Khan. O JJ deve pensar que uma pessoa vai para o cinema dormir… >_>

        A sério, os teus comentários foram cruciais para eu perceber o que se passou neste filme, especialmente no que diz respeito ao Khan, que para além de ser a personagem que mais me interessou, achei que o background e o papel dele no filme no geral foi muito mal explicado, por isso obrigada, Nuno! Claro que eu devia ter visto pelo menos o primeiro filme antes de ter ido ver este—mesmo que não haja Khan nesse—mas pronto, isto é no que dá só ter ido ver este Star Trek por ser super fã de Sherlock.😉

        Este fim de semana vou ver o Man of Steel!😀


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: