Prized

18Jan13
prizedAutor: Caragh M.O’Brien
Série: Birthmarked #2
Editora: Square Fish (Set 2012; 1ª ed. Nov 2011)
Formato: Paperback
Páginas: 400
Idioma: Inglês
Dystopian Reading Challenge 2013 ~ 1

Sinopse: Striking out into the wasteland with nothing but her baby sister, a handful of supplies, and a rumor to guide her, sixteen-year-old midwife Gaia Stone survives only to be captured by the people of Sylum, a dystopian society where women rule the men who drastically outnumber them, and a kiss is a crime. In order to see her sister again, Gaia must submit to their strict social code, but how can she deny her sense of justice, her curiosity, and everything in her heart that makes her whole?

Opinião:

*Alerta spoilers para o Birthmarked*

Dios mio, como são lindas as edições da Square Fish para esta série… posso confessar sempre que retomava a leitura do Prized ficava dois minutinhos a olhar para a capa, qual burro a olhar para o palácio. (*.*)

Quanto ao livro propriamente dito, bem, que sequela. Com licença—

Photobucket

Estava com tanto medo, e afinal todos os meus receios eram infundados. Bem haja a autora que conseguiu acabar o primeiro livro da série com um cliffhanger do mal, mas que depois no segundo não tortura muito os leitores com isso, bem haja! *hint, hint, aprende coisas, Lauren Oliver*

Então no final do Birthmarked a Gaia tinha conseguido escapar da Enclave com a irmã recém-nascida, Maya, nos braços, deixando o Leon para trás, e no início do Prized pouco tempo se passa depois disso. Ela vagueia apenas uns dias pela wasteland até que é encontrada por um creeper de seu nome Peter, que insiste em levá-la para a sua cidade, Sylum.

Acontece que Sylum é um matriarcado, e ainda por cima com as mulheres em minoria, se não me engano há cerca de nove fêmeas para um macho, mas alto lá que isto não quer dizer que uma mulher tenha nove maridos, não, ela escolhe um e os outros ficam todos a chuchar no dedo. Gaia também descobre que os homens não têm direitos ou voto em matéria alguma, que grande parte deles são prisioneiros, e que a única regalia que lhes é concedida é que todos os meses, o vencedor de um evento desportivo a envolver uma série de jogos de futebol, pode escolher uma mulher como prémio durante um mês—que diga-se, é um costume tão ou mais bárbaro do que o facto dos homens não terem direitos.

Esta sociedade consegue chocar a Gaia, mesmo habituada como ela estava às injustiças da Enclave sobre a população de Wharfton, e as mulheres no geral. Revolucionária como ela é, não demora muito a confrontar a líder de Sylum, a Matrarc, e a arranjar vários problemas com isso, especialmente porque a gaja lhe tira a Maya!!! *RAGE!!!*

Há várias coisas a acontecer neste capítulo da vida da Gaia, ela continua a exercer a arte de parteira, ela revolta-se contra a Matrarc, ela ajuda uns habitantes de Sylum com cenas proibidas, ela é presa mais uma vez, ela desespera por estar longe da irmã e faz planos para reavê-la, ela tem outra mensagem codificada, desta vez deixada pela avó, para resolver, ela envolve-se não num triângulo, mas num pseudo-quadrado amoroso, e valha-me Deus *respira*, a parte que mais me surpreendeu: vai investigar porque é que uma vez lá dentro, as pessoas não podem abandonar Sylum, quer dizer, abandonar podem, mas morrem misteriosamente mal se afastam muito da cidade, e ainda porque é que nascem tão poucas raparigas. Imagine-se que esta investigação vai envolver cenas com autópsias e achados no mínimo interessantes no sistema reprodutor masculino. CREEEEEPPPPYYY.  

A personagem revelação deste segundo livro da série foi sem dúvida o Leon, meu Deus, Caragh, não o sabia capaz de tal D: ! Ele era mesmo um retraído na Enclave, e que selvagem ele está agora, um selvagem que passa metade do tempo zangado com o mundo, e com a Gaia em particular—and I like it. De certa maneira lembra-me o Wentworth do Persuasão, adora a Anne, mas não quer ver a Anne à frente—sai dessa meu, pareces o Grumpy Cat. Era isso que eu dizia ao Freddy se de repente me visse dentro do Persusão: Dude, is your name Tardar Sauce? Because you totally look like the Grumpy Cat. Now go write a nice letter for Anne. I’ll deliver it. E pronto, o livro acabava prai no 3º capítulo.

grumpy-freddy

*focus*

Voltando ao Leon, e pensar que o chamei de “pãozinho sem sal” na review no Birthmarked, porque era o que ele era, mas Jasus, o rapaz transformou-se. Adoro especialmente como ele conhece tão bem a Gaia, a confiança que ele tem nele próprio, e na relação dos dois—ao ponto de reagir *daquela* maneira quando ela lhe conta que foi apanhada aos beijos com o creeper do Peter. Foi tão estranho e inesperado que aquele pseudo-triângulo amoroso me fazer rir em vez de me fazer revirar os olhos.

O fim foi extremamente satisfatório, o que significa que, *sem surpresas*, temo pelo que se vai seguir. Ai meu Deus, o Promised. Nunca vou conseguir decidir o que é pior, esperar por uma sequela quando o livro anterior acabou mal ou quando acabou bem.

E tenho de falar nisto antes de terminar, porque… bem, porque sim—uma das minhas cenas favoritas foi a parte do tal evento desportivo, em que todas as mulheres de Sylum se sentam nas bancadas e assistem às partidas de futebol entre os homens, e damn, se aquilo não é a minha ultimate fantasy, assistir a um jogo de futebol em que os jogadores se pavoneiam semi-nus pelo campo, quase a matarem-se uns aos outros, e isto só para impressionarem as senhoras nas bancadas. A melhor parte é que as mulheres reagem exactamente como seria de esperar, adorei as conversas!

Claro que recomendo.😀

Nota: esta edição trás como bónus a novella Tortured, que se passa entre o Birthmarked e o Prized.

4stars

EN ǀ Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com


One Response to “Prized”


  1. 1 As Escolhas do Dálmata 2013 | Cuidado com o Dálmata

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: