The Assassin’s Curse

15Jan13
the-assassin's-curseAutor: Cassandra Rose Clarke
Série: The Assassin’s Curse #1
Editora: Strange Chemistry (Out 2012)
Formato: Paperback
Páginas: 320
Idioma: Inglês

Sinopse: Ananna of the Tanarau abandons ship when her parents try to marry her off to an allying pirate clan: she wants to captain her own boat, not serve as second-in-command to her handsome yet clueless fiance. But her escape has dire consequences when she learns the scorned clan has sent an assassin after her. And when the assassin, Naji, finally catches up with her, things get even worse. Ananna inadvertently triggers a nasty curse — with a life-altering result. Now Ananna and Naji are forced to become uneasy allies as they work together to break the curse and return their lives back to normal. Or at least as normal as the lives of a pirate and an assassin can be.

Opinião:

Já não tenho a mais pequena ideia onde vi ou quando li sobre o Assassin’s Curse pela primeira vez, mas sei que foi amor à primeira vista entre a minha pessoa e aquela capa. Oh pra’quilo. Claro que a sinopse e umas quantas early reviews foram cruciais para me decidir a comprá-lo, e afinal de contas a coisa envolvia assassinos, piratas, magia, maldições, fugas pelo deserto fora, romantic tension!—que mais se pode pedir de um livro nesta vida?? Este livro também foi uma escolha acertada para ler durante a read-a-thon, porque foi uma leitura rápida, cativante, boa-onda, e sobretudo, effortless. Mal dei pelo tempo passar, e quando me apercebi já só restavam meia dúzia de páginas para o final. Isto é sempre bom sinal.

Não quero induzir ninguém em erro, mas este livro para mim foi uma espécie de A Múmia/O Príncipe da Pérsia meets Snow White and The Huntsman, com piratas pelo meio. (Curiosos?)

Mais concretamente, o que se passa é que a heroína, a pirata Ananna, foge de um noivado/casamento de conveniência, o que resulta na família do noivo enviar um assassino contratado para lhe tratar da saúde. Por ironia do destino, ela acaba por salvar a vida do tal assassino, Naji, o que sem querer dá início à curse—a partir daquele momento ele deve protegê-la de tudo e mais alguma coisa, e manter-se sempre perto, ou sofre na pele as consequências, literalmente (ou será fisicamente?). O que se segue é que eles vão embarcar numa jornada para procurar quem os ajude a quebrar a curse, mas claro que esta vai ser uma viagem atribulada porque ambos têm a cabeça a prémio—a Ananna sempre perseguida pelo ex-noivo e o Naji por indivíduos da laia dele.

Ri-me bastante com a Ananna, porque, bem, ela é de gritos, e tão, tão, TÃO anti-damsel-in-distress. Ela não deixa ninguém sem resposta, é perigosa com uma espada, e se precisar de alguma coisa vai ao mercado surripiar. Ainda assim ela não passa de uma jovem rapariga, e por vezes, assim muito de longe a longe, isso nota-se—especialmente quando começa a gostar do Naji e ele faz olhinhos a outra. Claro que nem tudo são rosas em relação a esta heroína, e por muito que ela me divertisse, por vezes achava-a um tanto infantil, mas estou confiante de que ela vai crescer em livros futuros.

Enquanto que a Ananna é um livro aberto, o Naji é poço de mistérios, e, isto vai parecer estranho, mas tanto ele me fez lembrar do Marvin do The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy—sim, o andróide deprimido. Ele já não parecia ser uma pessoa alegre antes da curse, e depois dela o desânimo só aumenta, coitado do moço, é como se tivesse uma nuvem negra permanentemente a pairar-lhe sobre a cabeça.

No fim deste primeiro livro, a missão deles ainda fica longe de estar terminada, na verdade acho que só vai ser a valer a partir do segundo livro, mas pelo menos já têm algumas respostas, e sabem concretamente o que têm de fazer para quebrar a maldição de maneira a que consigam seguir com as suas vidinhas, depois.

Em suma, uma leitura agradável, divertida, com personagens que vale a pena conhecer e acompanhar por esses mares e desertos fora. Nem vai ser preciso esperar horrores pela sequela porque o The Pirate’s Wish já sai em Junho deste ano! 😀

4stars

EN ǀ Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com


8 Responses to “The Assassin’s Curse”

  1. 1 Ner

    “A Múmia/O Príncipe da Pérsia meets Snow White and The Huntsman”? Very curious 😉

  2. 3 p7

    A tua descrição, com a comparação ao SWatH, matou-me. xD Em que é que isto te lembra o filme, mesmo?

    Adorei as cenas com a Leila, porque a Ananna estava ali mortinha para a esganar por causa dos ciúmes. 😀

    • A parte do Huntsman que em vez de matar a Snow passa a ser o bodyguard pessoal dela xD

      Aquela Leila é uma víbora! Mas sim, foi engraçado, e curioso como a Ananna a “lia” muito bem. Quer dizer, as mulheres costumam ler-se bem, os homens é que são tapadinhos.

      • 5 p7

        As mulheres lêem-se bem demais, somos umas desconfiadas. xD Mas neste caso, bem que gostava que a Ananna tivesse dado cabo dela. 😛

      • Ainda vai a tempo de lhe ir ao focinho no próximo livro, ehehe. Cat-fight!!

  3. Eu também me apaixonei pela capa e apesar da descrição da história não me dar particular vontade de o ler, vou fazê-lo porque a capa é linda e sou assim fútil.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: