Life of Pi

27Nov12
Em português: A Vida de Pi
Autor: Yann Martel
Editora: Canongate (Nov 2012; 1ª ed. Set 2001)
Formato: ebook (NetGalley)
Páginas: 334
Idioma: Inglês

Sinopse: After the tragic sinking of a cargo ship, a solitary lifeboat remains bobbing on the wild blue Pacific. The only survivors are a Pi, 16-year-old boy, a spotted hyena, a zebra with a broken leg, a female orangutan and a 450-pound Royal Bengal Tiger. As the ‘crew’ begin to grow restless and assert their natural place in the food chain, Pi’s fear mounts and he must use his wit, knowledge and faith to survive against all odds.

Opinião:

Eu devia ter adivinhado que um dia ia ler e adorar este livro, já que foi mais um daqueles casos de perseguição—aos anos que o Life of Pi olhava para mim, nas livrarias, nas feiras, no Book Depo, mas eu ignorava-o sempre, aos anos. Vergonhosamente só quando vi o trailer do filme é que decidi que era desta que o lia, e OH MEU DEUS, que coisa do outro mundo.

Nem sei bem por onde começar já que é tudo tão wow e mind-blowing, mas sem dúvida que a escrita foi a primeira coisa que se destacou para mim—é absolutamente impecável e eu nunca pensei vir a gostar ou a rir-me tanto com ela, adoro sobretudo como o autor consegue pôr em prática o seu humor inteligente mesmo nas situações mais extremas, dá muito jeito um comic relief no meio de tanta tragédia e estranheza.

Não vou mentir, houve vários momentos que quase me fizeram desistir do livro, momentos de verdadeiro horror que vão contra tudo o que uma pessoa mentalmente sã acredita, e até agora nem sei como consegui continuar a ler, mas não estou de todo arrependida de ter terminado a leitura, muito pelo contrário. Quando uma cena me deixava mais desconfortável o truque era sempre o mesmo: repetir o mantra, isto é ficção, isto é ficção, isto é ficção, isto é ficção.

A capa ilustra bem o que se passa neste livro durante a maior parte do tempo—rapaz e tigre à deriva no meio do oceano—no entanto a história é muito mais do que isso. Nos capítulos iniciais o protagonista, Pi Patel, leva uma vida normal, mas desde cedo se percebe que o rapaz não é exactamente comum, ele é muito sábio para a sua idade, e imagine-se que tem o bom senso de se proclamar cristão, hindu e islamita—tudo ao mesmo tempo, a pessoa que lhe diga que ele não pode ser as três coisas é logo desafiada a dar-lhe uma explicação plausível. Adoro este miúdo. Posso ficar com ele?

Por incrível que pareça nunca achei a história parada ou monótona, mesmo naquelas partes em que o Pi só relata o dia-a-dia em alto mar com o Richard Parker (o tigre), vou-me repetir mas a escrita maravilhou-me de tal forma que até uma listagem do kit de sobrevivência teve o seu interesse. Já quase no fim a história sofre uma reviravolta, e quando eu achava que já tudo de estranho e aterrorizador tinha acontecido, BAM, algo estranho e aterrorizador em maiúsculas acontece. Poof, lá se foi o meu cérebro outra vez.

Para além de me ter maravilhado com a genialidade da parte fictícia, posso ainda dizer que aprendi muito com o Life of Pi, acho que um semestre inteiro de zoologia (entre outras disciplinas) não me ensinaria tanto como este livro me ensinou acerca do comportamento animal.

Em suma: absolutamente aterrador e genial. Recomendo.

Classificação: 9/10

EN ǀ WOOK ǀ Presença ǀ Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com


10 Responses to “Life of Pi”

  1. Tal como tu, já há uns anos que este livro chama por mim, mas nunca o adquiri.
    Desde que vi o belíssimo trailer no cinema, fiquei ainda mais curiosa em relação a este livro e a tua opinião só me dá mais vontade de ler. Parece tão bom!

    • Ana, fiquei completamente naquele estado WOW quando vi o trailer a primeira vez. Tinha de ler o livro depois disso. Surpreendeu-me tanto. Agora sempre que vejo o trailer pareço uma madalena arrependida banhada em lágrimas,e nem consigo explicar bem porquê. Espero que o leias!

  2. 3 p7

    Horror, estranho, aterrorizador? Não sei se hei de ficar interessada ou fugir a sete pés do livro, tendo em conta que o adoraste, mas também o descreves com estas palavras.😛

    • Já chegaste a ler o Lovely Bones? O Life of Pi lembrou-me um bocado dessa leitura, não porque as histórias tenham algo de semelhante, porque não têm, mas as experiências foram parecidas, passei ambas as leituras horrorizada mas ao mesmo tempo adorei. É uma sensação muito estranha. São dois bons exemplos de livros que ou se ama ou se odeia.

      • 5 p7

        … ainda não. *shame on me* Tendo a fugir das coisas que me vão partir o coração, sou uma cobarde emocional.😛

        Se ele for comido pelo tigre, salta-me a tampa. xD

      • Temos de criar o grupo “Cobardes Emocionais United”.

        Maybe he is, maybe he isn’t—

  3. Oiço maravilhas acerca deste livro, já o ofereci a várias pessoas (só com base nessas mesma opiniões) e está no cimo da minha lista, mas a verdade é que ainda não o comprei. Tenho imensa curiosidade e as expectativas estão ficar altas.
    A ver se é desta.
    bjs

    • Olá Patrícia, bem parece que não fui mesmo a única a ser perseguida por este livro e a ignorá-lo sempre, pelo que contas ele também anda a ver se te apanha. xD Espero que o leias e que adores.

  4. De facto é daqueles livros que também me persegue há muitos anos! e no próximo ano irei ler este livro sem dúvida!
    Antes de ver o filme! Adorei a sua opinião. Parabéns.
    Boas leituras

    • Olá Nuno, obrigada.😀
      Espero que gostes do livro. Aaah, estou super ansiosa para ver o filme, ainda por cima tem obtido óptimas reviews desde que estreou nos States.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: