Defiance

15Out12
Autor: C.J. Redwine
Série: Defiance, #1
Editora: Atom (Set 2012)
Formato: Paperback
Páginas: 403
Idioma: Inglês

Sinopse: Rachel’s world is confined to the protective walls around her city. Beyond them are violent wanderers, extreme terrain, and a danger straight out of legend: a beast called the Cursed One that devastates everything in its path. When Rachel’s father goes missing, she is desperate to search for him. But her attempts to flee the city bring her to the attention of its overbearing ruler. His efforts to control her make the world within the walls seem as dangerous as that outside. Her only chance at escape is Logan. Once her father’s apprentice, and now her only protector, he feels that helping her might mean losing her completely. But if he can put his feelings aside, they might be able to save more than Rachel’s father. They might be able to break down the walls, and set their people free.

Opinião:

Resumidamente o Defiance é sobre uma jovem, Rachel, que vai à procura do pai que desapareceu faz muito tempo e que todos acreditam ter morrido, menos ela, claro; para além disso ela é encarregue pelo mafioso da cidade de encontrar uma encomenda valiosa que estava ao encargo do pai e que ela terá de devolver ao mafioso ou o moço de quem ela gosta, Logan, não vai ficar muito bem de saúde. Junta-se à festa uma criatura a que chamam Cursed One, um bicho que aterroriza os populares de vez em quando e que vai perseguir a Rachel durante a sua jornada, e ainda um pseudo caso de unrequited love.

Estava bastante animada para este, mas foi assim para o meh. Não é que haja algo de terrivelmente errado com narrativa ou com a escrita, aliás, a base da história é interessante –daí a sinopse me ter levado a comprar o livro–, mas honestamente não me consegui importar com os protagonistas, a Rachel é assim um bocadinho para o chata, e o Logan não faz nada pelas minhas lady parts.

Outra coisa que me desiludiu bastante foi o wordlbuilding que não é nada de espectacular, basicamente há um reino/cidade/aldeia em que as mulheres não podem fazer nada sem a permissão dos homens; o cenário é a puxar para o medieval, no entanto o Logan é um inventor e constrói as mais variadas engenhocas com uma tecnologia que parece ser muito à frente da época; lá no sítio quem manda é o tal mafioso e como personagem achei-o fraquito — para dizer a verdade vi-o sempre como um vilão caricatura, só lhe faltava torcer o bigode e berrar mwahahah no final de cada cena.

Podia enumerar mais uns quantos pormenores que não me agradaram, mas vou ficar-me por este: imagine-se que a Rachel vai acabar por controlar o tenebroso Cursed One com um comando que parece uma flauta — clica num botão e o Cursed One ataca em frente, clica noutro ele ataca para a direita, clica em vários e sabe-se lá o que ele faz.

Tenho perfeita noção de que ainda estou a ressacar do Shadowfell e como consequência disso os meus standards andam demasiado elevados relativamente a histórias de raparigas em apuros a viajar pela floresta fora, no entanto isso não pode ser desculpa para a mediocridade do Defiance. Tenho alguma pena mas não volto a esta série.

Classificação: 4/10

EN ǀ Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com


2 Responses to “Defiance”

  1. Mais um que parecia giro. Capa bonita, sinopse interessante… Hmmm. É pena.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: