[Opinião] The Handmaid’s Tale

30Jun12
Autor: Margaret Atwood
Editora: Vintage Books
Publicado: 2007 (1ª ed.1985)
Formato: Paperback
Páginas: 324
Idioma: Inglês

Sinopse: Offred is a Handmaid in the Republic of Gilead. She may leave the home of the Commander and his wife once a day to walk to food markets whose signs are now pictures instead of words because women are no longer allowed to read. She must lie on her back once a month and pray that the Commander makes her pregnant, because in an age of declining fertility, Offred and the other Handmaids are valued only if their ovaries are viable. Offred can remember the years before, when she lived and made love with her husband, Luke; when she played with and protected her daughter; when she had a job, money of her own, and access to knowledge. But all of that is gone now…

Opinião:

Já há muito que queria ler o The Handmaid’s Tale, assim como um livro da Margaret Atwood, mas acobardei-me sempre de o comprar porque por mais que o quisesse ler, este livro para mim pertencia àquele grupo: TENHO TANTO MEDO DO QUE ELE ME VAI CONTAR!! *foge*

Até que mo emprestaram sem eu estar à espera e, raios partam, tive de ser BRAVE.

Desde o início que me admirei com a escrita, e principalmente com a voz que conta a história (a da protagonista), porque pelo que sabia deste livro, que envolvia subjugação sexual e afins, pensei que esta narradora fosse uma alma muito mais quebrada, uma personagem deprimida, de mal com o mundo, mas estava enganada, óbvio que ela tem as suas dores, ainda por cima porque se lembra constantemente da sua vida antes de se tornar numa handmaid—era feliz, tinha um marido que amava, e uma criança– e ainda assim consegue dar o ar da sua graça à narração—é deveras impressionante.

Todo o livro é muito descritivo, fica-se a saber os pormenores de tudo que se passa à volta da Offred (que pelos vistos é o nome da protagonista e eu nunca soube—obrigada sinopse), e a posição dela na casa onde vive é um grande mistério até cerca de metade do livro. Ou seja, é ler, ler, ler, e não perceber o que se está a passar até que chega a altura de uma cena inquietante que não vou descrever (mas deixo aqui o link para o trailer do filme, a cena acontece mais ou menos a meio O_O), e BAM! Ok, já percebi o que é que se passa. Basicamente: homem poderoso tem um harém de mulheres com quem se deve reproduzir.

Edição portuguesa, Crónica de Uma Serva, Publicações Europa-América, WOOK.

Resumidamente, o Handmaid’s é um livro bem escrito, ainda que a história demore a arrancar, e seja um bocadinho confusa, no entanto o meu grande problema com este livro é mesmo o dele não ser bem o meu cup of tea.

2stars

EN ǀ WOOK ǀ Goodreads ǀ The Book Depository
Advertisements


7 Responses to “[Opinião] The Handmaid’s Tale”

  1. 1 JK

    Tenho este livro na Wishlist já quase há um ano mas ando um bocadinho de pé atrás em comprá-lo porque já li muitas opiniões a favor e muitas contra…
    Essa cena inquientante de que falas deixou-me curiosa!
    Penso que sou capaz de o mandar vir na próxima encomenda, visto que, ao contrário de ti, gosto bastante de sad endings (não sei se é assim que se chama mas tu percebes a ideia)

    • Olá!
      Este livro é um caso bicudo para mim, porque gostei mas por outro lado não consigo dizer maravilhas dele. É um daqueles casos estranhos…
      espero sinceramente que aprecies mais do que eu! 😉

  2. It sounds really good, but I don’t think you should rate books by the sad endings. Only because it is sad for you it doesn’t mean in general it is only a “nice book”. Well, I’ll put it in my wishlist :3

  3. Mandei-o vir, está ali na minha pilha… vamos lá ver quando é que vai apetecer-me um sad ending.

    Since THIS IS YOUR BLOG, I believe you should rate books anyway you wish, for which ever reasons please you: clumsy writing, too long, boring characters, men with beards, girls with large bo…breast, depressing story, sad endings or just because, for some reason you can’t really pinpoint, you didn’t like it that much. yey! 😀

    • É assim, por um lado, às tantas cada um pode tirar a conclusão que quiser daquele final, é assim um bocado para o aberto/o leitor que decida o que acontece, mas a meu ver não acaba bem. :s

      “men with beards” LOL!
      Yeah *cue music* it’s my party and I cry if I want to, cry if I want to…lalalala


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: