John Carter, o filme

10Abr12

Vi finalmente o John Carter esta semana, e como seria de esperar gostei bastante, quer dizer, duas horas de Taylor Kitsch seminu — quais eram as probabilidades?

Mas a sério, também gostei porque surpreendentemente há várias cenas cómicas, e ainda porque me fez lembrar um bocadinho do Avatar, que eu gosto tanto.

A história começa na América do século dezanove, e o Taylor anda vestido assim:

… dez minutos depois ele toca num medalhão estranho, é transportado para Marte, e passa a andar assim:

Se este filme não é nomeado para melhor guarda-roupa nos Oscares do próximo ano, algo se passa de errado no mundo.

Os primeiros momentos de John em Marte são de rir, porque ele não consegue andar normalmente, e cai sempre que dá um passo em frente. Ele depois descobre que consegue dar uns saltos ao estilo Jumper, e ainda que é muito mais forte do que qualquer outro habitante do planeta, por isso é vê-lo saltar por Marte fora, a dar cabo do coiro aos mauzões quando é preciso.

Entretanto há duas cidades em conflito no planeta, e o John vai-se ver no meio dele, tanto porque se apega àquele povo, como porque anda de olho na princesa Deja.

Outra personagem que adorei foi o Woola (Woola!!), que é uma espécie de cão que mais parece um sapo gigante. Ele pode ser muito feio, mas é tão, tão fofo, e ainda por cima segue o John para todo o lado, cá vai um clip do Woola:

Também me ri bastante com os aliens que acham que o John se chama Virginia, e que assim lhe chamam durante todo o filme:

Eu não li o livro em que este filme é baseado, mas vou supor que há algumas alterações entre um e outro, uma em especial que acho que é de caras — no filme há uma personagem com o nome do autor do livro, Edgar Rice Burroughs, e que foi incluída na história como sendo o sobrinho e herdeiro de John Carter. Até achei isto bem pensado, tanto por fazer referência ao autor, como porque, entre outras coisas, o John deixa a Edgar um diário onde lhe conta a aventura em Marte, por isso é só imaginar que o Edgar do filme escreveu um livro a partir deste diário.

O fim foi um bocadinho surpreendente, porque quando achei que tudo já estava bem e ia terminar, bam! Mais um obstáculo para o John, e não vou contar mais nada para não estragar o filme a quem ainda não o viu.

Enfim, recomendo porque é um filme muito engraçado, cheio de acção, e claro, gente gira. :mrgreen:

Este slideshow necessita de JavaScript.



One Response to “John Carter, o filme”

  1. Hello there, I found your web site by way of
    Google at the same time as looking for a comparable matter, your web site
    got here up, it appears good. I’ve bookmarked it in my google
    bookmarks.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: