Magic Bleeds

07Fev12
Autor: Ilona Andrews
Série: Kate Daniels, #4
Editora: Ace (2010)
Formato: Mass Market Paperback
Páginas: 349
Idioma: Inglês

Sinopse: Kate Daniels works for the Order of the Knights of Merciful Aid, officially as a liaison with the mercenary guild. Unofficially, she cleans up the paranormal problems no one else wants to handle -especially if they involve Atlanta’s shapeshifting community. When she’s called in to investigate a fight at the Steel Horse, a bar midway between the territories of the shapeshifters and the necromancers, Kate quickly discovers there’s a new player in town. One who’s been around for thousands of years—and rode to war at the side of Kate’s father. This foe may be too much even for Kate and Curran, the Lord of the Beasts, to handle. Because this time, Kate will be taking on family…

Opinião:

PAROU TUDO.

Meu Deus… este livro. Awesomeness em forma de papel e tinta!

Pérola! Pérola! Nem acredito que a série chegou a este ponto. É demais. O meu coração não aguenta.

Por onde começar…se calhar pelo início, já que Magic Bleeds retoma a cena final do livro anterior, Magic Strikes (eu quase que fiz promessa para por favor, por favor, por favor, haver continuação da cena do naked dinner), e mesmo que a coisa não corra de acordo com a minha vontade, corre exactamente como seria de esperar de um par de nabos como a Kate e o Curran. Eles têm um grave problema de comunicação, e realmente é uma pena que não existam telemóveis daquele mundo. Tantos mal-entendidos que poderiam ser evitados, tantos. *sigh*

Em consequência disto, lá anda a Kate com o ego em baixo outra vez, e nem a investigação de um crime muito mal cheiroso a anima. Só quando descobre que anda à solta em Atlanta alguém capaz de espalhar uma peste, ou de levar os shapeshifters (seu love muffin incluído) à demência num estalar de dedos, é que ela arrebita.

Gostei bastante da mitologia neste, coisa que estranhei quando comecei a ler a série, mas que agora estou super habituada e a cada livro já só espero por uma entidade cada vez mais poderosa e assustadora, directamente saída dos mitos das civilizações antigas. E sem dúvida que a par disto, os casos que a Kate tem de resolver são cada vez mais cabeludos. Já tinha gostado bastante do anterior, com aquela cena dos battle games, mas especialmente porque foi, até então, dos casos mais pessoais com que a Kate lidou (envolvia o Derek e tal), mas neste, com o envolvimento de um familiar dela, é completamente top. E eu que achava que ela era 100% humana (okay, talvez uns 95%), mas tenho que morder a minha língua. She’s something else!

E claro, adorei todas as cenas com o phantom poodle, Grendel. Quem diria, Kate Daniels, dona de um poodle! Ela a princípio acha que o bicho é um cruzamento de doberman, por causa da coloração, daí que quando a informam que é um poodle, ela sente-se traída. xD

Depois lá vêm as cenas que se desenrolam como já seria de esperar, porque nunca acreditei que quarto algum aguentasse permanecer intacto quando os nabos deixassem finalmente de bater com cabeça na parede e se entregassem à paixão desenfreada. Aquilo foi completamente KABOOM! Lá vai o mobiliário a voar. Ainda bem que o Grendel estava fechado numa divisão qualquer ou ainda tinha levado com a cama no focinho. Ouch.

Quanto ao fim, foi totalmente:

Take my heart, Ilona. I don’t need it anymore.

Classificação: 9/10

EN ǀ Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com

* * *

Ontem, quando comecei a escrever esta opinião, lembrei-me que não tinha lido o POV do Curran, que está disponível para free (& legal) download neste link, e li-o num instantinho até porque é coisa pequena. Gostei bastante porque para além de dar a perceber melhor os sentimentos dele pela Kate, dá continuação à cena final do Magic Bleeds — ou seja, a awesomeness não acaba ali.😀



8 Responses to “Magic Bleeds”

  1. 1 quigui

    Bem, parece que esta série só melhora com cada volume. Uma boa aposta, estou a ver.

    • It’s awesome.😥

      • 3 quigui

        Um destes dias experimento… São mesmo quantos livros no total (ou para já)?

      • Acho que és capaz de gostar, faz-me lembrar um bocadinho o Sunshine — o mundo, a heroína, e até o humor. \o/ (a escrita é diferente, boa na mesma, mas diferente, também ninguém escreve como a McKinley que antes de se sentar para escrever deve tomar vários comprimidos com um six pack de Red Bull xD)

        Para já são 5, este é o 4º. Mas parece que vão ser 7 ao todo.

      • 5 quigui

        Mmm, é para ir lendo então. Para já tenho de voltar ao ritmo de leitura. Parte boa, esta sexta tenho 3 horas para ler \o/ Ver se acabo o Night Watch (ou pelo menos chego a meio) – que curiosamente também me lembra o Sunshine, apesar de a única coisa em comum é aparecerem vampiros ali à mistura.

      • You can do it! ~o~

        Estás a gostar então :p

      • 7 quigui

        Estou, é assim uma espécie de Men in Black com Blade, Russian style e sem nonsense tirando um coruja😛

      • LOL, beeem, que mistura interessante xD


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: