Entwined

17Dez11

Autor: Heather Dixon
Editora: Greenwillow Books
Publicação: 2011 
Formato: Hardcover
Páginas: 472
Idioma: Inglês

Sinopse: Azalea is trapped. Just when she should feel that everything is before her… beautiful gowns, dashing suitors, balls filled with dancing… it’s taken away. All of it. The Keeper understands. He’s trapped, too, held for centuries within the walls of the palace. And so he extends an invitation. Every night, Azalea and her eleven sisters may step through the enchanted passage in their room to dance in his silver forest. But there is a cost. The Keeper likes to keep things. Azalea may not realize how tangled she is in his web until it is too late.

Opinião:

Lindo este livro, não é? Tão, tão lindo. Só olhar já consola. E não dá para perceber na imagem, mas as folhinhas e florzinhas são brilhantes! (*.*)

Entwined é um fairy tale retelling d’ As Doze Princesas Bailarinas, e eu estava com tanta miúfa que ele fosse só mais um entre tantos outros que recontam a mesma história – mas não foi, porque a autora conseguiu usar todos os elementos do conto de fadas clássico, vários deles com um twist. No entanto não posso dizer que este tenha sido um livro fenomenal, ou que a heroína me tenha convencido a 100%, mas Entwined também não deixa de ser uma boa leitura por causa disso.

Os pontos fortes da história para mim foram exactamente as partes que por norma são os pontos fracos de outros retellings do mesmo conto: o relacionamento entre as irmãs, o papel do pai delas, e o romance.

As princesas são tantas que não é fácil introduzi-las todas no texto, e inicialmente aconteceu-me o mesmo de sempre, só conseguia identificar a mais velha e porque era a protagonista, enquanto que as outras todas não passavam d’ As Irmãs, por isso foi um bocadinho em estado de choque que as vi individualizarem-se ao longo da história. As mais crescidas conseguem arranjar namorados e tudo, dá para acreditar?

O pai, começa por ser a figura habitual d’ O Rei de tantos contos de fadas: autoritário, mal-disposto, sempre de sobrolho franzido, e a desaprovar tudo o que as filhas fazem, e diga-se que o original era um grandessíssimo… troglodita, deixar qualquer um dormir no quarto das filhas só para lhes descobrir o segredo. Quer dizer. Este rei é diferente nesse aspecto, ele quer descobrir o segredo das filhas, mas não é a deixar desconhecidos dormir no seu quarto que ele pretende conseguir isso, aliás, ele é muito protector de todas elas, e algumas cenas têm imensa graça por causa disso.

O romance, ou melhor, os romances, entre as princesas e seus pretendentes são limpinhos, não há cá amassos ou cenas mais à frente, é tudo muito naquela de olhinhos para cá, olhinhos para lá, corações a bater mais depressa, faces a corar, ninguém a saber para onde olhar ou o que dizer ao certo, e sempre, mas sempre, com as irmãs mais novas todas a coscuvilhar a querer saber quando é que os enamorados vão finalmente dar um beijo. Terminada a leitura fiquei a saber que a autora vem de uma família bem numerosa, 10 irmãos (!!!), por isso suponho que algumas destas cenas tenham um fundo autobiográfico, o que explicaria porque se nota tão bem a cumplicidade entre as princesas.

O confronto final entre a heroína e o vilão foi um bocadinho caótico, e houve ali um ou outro pormenor que achei que foram batota por parte da autora, mas pronto. No seu todo é um livro fofinho, e fica tão bem na estante.🙂

4stars

Goodreads ǀ  The Book Depository


10 Responses to “Entwined”

  1. 1 p7

    Gostava de ter lido este durante o ano, mas nunca se proporcionou. Até parece bem giro.😉

    • Pois, eu também estava a ver que não o ia ler (este ano), mas depois lá ganhei coragem e tirei-o da estante. É fofinho!🙂

  2. 3 quigui

    Até parece engraçado. Pode ser que o leia em alguma altura🙂

  3. Parece ser um bom fairy-tale retold. Não estava com grandes expectativas (mesmo achando a capa linda), mas depois de ler a tua opinião, talvez lhe dê uma hipótese. Não parece mau e se desenvolve bem as muitas personagens, tanto melhor.

    • Muito melhor do que outros que já li sobre o mesmo fairy tale (The Thirteenth Princess e Princess of the Midnight Ball), a princesa protagonista não passou a ser uma personagem favorita, mas acho que foi um preço razoável a pagar por ter gostado das outras todas. Este livro também é um bocadinho lento no início mas melhora sempre.🙂


  1. 1 Top Ten Tuesday – Só Mais Um | Cuidado com o Dálmata
  2. 2 [Waiting on Wednesday] Illusionarium | Cuidado com o Dálmata

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: