[Opinião] Castle in the Air

18Set11

Autor: Diana Wynne Jones
Editora: Eos
Publicado: 2008 (1ª ed. 1990)
Formato: Paperback
Páginas: 383
Idioma: Inglês

Sinopse: Abdullah was a young and not very prosperous carpet dealer. His father, who had been disappointed in him, had left him only enough money to open a modest booth in the Bazaar. When he was not selling carpets, Abdullah spent his time daydreaming. In his dreams he was not the son of his father, but the long-lost son of a prince. There was also a princess who had been betrothed to him at birth. He was content with his life and his daydreams until, one day, a stranger sold him a magic carpet.

Opinião:

E eu a pensar que não ia gostar tanto deste segundo volume da série, como gostei do primeiro, Howl’s Moving Castle, mas estava bem enganada, porque ADOREI!

Castle in the Air passa-se no mesmo mundo fictício/universo paralelo do seu antecessor, mas num país diferente do de Howl e de Sophie. (Vá, são vizinhos. Distantes.) O protagonista é um jovem comerciante de tapetes chamado Abdullah que certo dia compra um tapete voador que durante a noite, sem que Abdullah perceba como ou porquê, o leva até à varanda de uma princesa, Flower-in-the-Night, por quem ele caí de amores, e vice-versa. Mas Flower-in-the-Night é raptada por um djinn que tem andado a coleccionar todas as princesas a que consegue pôr as garras em cima. Abdullah fica desolado, mas aquilo passa-lhe depressa até porque não há tempo para isso, pois há uma princesa a salvar. Ele põe-se então a caminho, primeiro porque precisa de fugir daqueles que acham que ele é o raptor, e depois porque anda atrás de quem o ajude a salvar a sua amada.

Não tarda nada já ele arranjou uns companheiros de viagem que são do melhor para entreter o leitor, mas que até uma certa altura não se percebe muito bem se estão a ajudar ou a atrasar o moço na sua jornada, e são eles: o soldado reformado misterioso, o génio da lâmpada mágica garrafa muito mau humorado, Midnight, a gata snob que faz do Abdullah o seu cavalo meio de transporte pessoal (“or else…”), e Whippersnapper, a sua afável cria, por quem soldado era capaz de matar e esfolar.

Não consigo explicar o quanto me diverti com este livro, a sério, não consigo… mas posso dizer que estava tão entretida com o Abdullah, o soldier, o genie, e os gatinhos que me cheguei a esquecer que o Howl e a Sophie existiam, e que era suposto entrarem na história, tanto que quando eles finalmente fizeram ta-dah!, fui apanhada de surpresa, quer por eles estarem ali, quer pela maneira como a autora arranjou maneira de os enfiar na narrativa – de génio.

Mais uma vez, adorei o estilo de escrita e principalmente a narração que acompanha sempre o Abdullah nas suas andanças. A DWJ tinha um sentido de humor irrepreensível, e entre tantas outras coisas no livro, adoro a perspicácia que ela dá às suas personagens principais e secundárias. Adoro que tal como o primeiro livro da série, esta história tenha vários ângulos que chegam a parecer aleatórios, mas que no fim estão sempre ligados e sejam mesmo dependentes uns dos outros para que o desenlace final faça sentido. Adoro que no meio disto tivesse havido ainda espaço para um momento de fairy tale retold protagonizado pelo soldado que ajuda as princesas e assim consegue a maior das recompensas.
Adoro que tudo isto me tenha feito rir às gargalhadas, assim como claramente adoro esta autora e esta série. Recomendo sem reservas a miúdos e graúdos. =)

5stars

Goodreads ǀ The Book Depository


13 Responses to “[Opinião] Castle in the Air”

  1. 1 slayra

    Lol, creepy antes de ler a tua crítica estava a cantarolar uma das músicas do Aladino… O__O

    … moving on… este livro parece tão bom como o anterior! Darn, vou mesmo ter de ler o Howl’s MC um dia destes!😀

  2. 3 quigui

    Awww❤ Que boa review😀

    Agora vais ler o House of Many Ways? Eu ainda tenho de o comprar…

  3. Estou ‘mortinha’ por ler estes livros (menos não seria de esperar depois das tuas entusiastas opiniões), ainda por cima se foi a história que deu asas ao “Alladin” (que eu adorei).


  1. 1 As Escolhas do Dálmata 2011 | Cuidado com o Dálmata

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: