Mini-opiniões: Princess Ben, Forgotten, My Soul To Take, Os Anos

13Set11

Autor: Catherine Gilbert Murdock

Editora: Graphia (2008; 1ª ed. 2008)

Páginas: 352

Idioma: Inglês

Opinião: Princess Ben é uma espécie de Cinderela a início -rapariga órfã fica a encargo de uma familiar malvada- mas isto muda rapidamente quando Benevolence descobre uma sala mágica no quarto onde vive trancada. Lá ela encontra um livro que lhe ensina a fazer uns truques com as mãos, um vassoura que vai aprender a voar, exactamente como as bruxas nas histórias para crianças (ou como o Harry Potter para jogar Quidditch), e descobre ainda que aquele quarto lhe dá passagem para qualquer outra divisão do castelo. Na posse de tudo isto, ela consegue fugir para outro reino onde se mete em mais umas quantas alhadas. O ponto forte deste livro para mim foi a narração que é feita pela própria princesa e que é bem divertida. Ben é uma rebelde que só pensa em comida, e os seus problemas estão quase sempre ligados com o facto dela querer comer mais e não a deixarem porque a tia quer que ela caiba num vestido elegante. O ponto fraco: não há vilão – nem a suposta tia malvada era um.

Classificação: 6/10

Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com

***

Autor: Cat Patrick

Editora: Egmont Books (2011)

Páginas: 280

Idioma: Inglês

Opinião: Este é sobre uma miúda que que não tem memória do passado, mas sim do futuro. Whaaat? Sim, London não se lembra do que fez ontem, mas consegue prever alguns episódios do que lhe vai acontecer em 1, 2, 3, 10 anos. Achei toda a história da falta de memória da protagonista -e os inconvenientes que isso trás- muito mal explicada, como se autora tivesse achado que se conseguia safar de o fazer se distraísse o leitor ao arranjar um namorado fofinho para a rapariga, e ainda se atirasse para o meio do texto um mistério que envolve a London a ter premonições de estar no funeral de uma pessoa que não se sabe quem é. Medíocre, esperava muito mais!

Classificação: 4/10

Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com

***

Autor: Rachel Vincent

Editora: Harlequin (2009)

Páginas: 279

Idioma: Inglês

Opinião: Rapariga consegue saber quando alguém está prestes a morrer porque começa a gritar involuntariamente. Ela tenta sempre suprimir o grito e passa mal. Da primeira vez que isto acontece tem a sorte de ser assistida por um rapaz por quem se apaixona, e juntos, vão investigar uma série de mortes que andam a acontecer na sua comunidade e que lhes parecem suspeitas. Boring. Achei toda aquela teoria que faz da morte uma espécie de negócio -com regras, patrões, funcionários, e etc- completamente escusada. Não me consegui interessar pelo que acontecia à protagonista ou à volta dela. Não volto a esta série.

Classificação: 4/10

Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com

***

Autor: Virginia Woolf

Editora: Editorial Presença (2008, 1ª ed. 1937)

Páginas: 376

Opinião: Que pena que eu tive, mas tive de desistir d’Os Anos, o primeiro livro que tentei ler da Virginia Woolf. Li cerca de 150 páginas, quase metade do total -o que quer dizer que ainda tentei– mas nada de interessante acontecia, e a leitura tornou-se numa obrigação, por isso desisti. A história gira em volta de uma família ao longo de 50 anos, e…é só. Eles conversam entre si, eles tomam as refeições, eles envelhecem. Não tenho dúvida alguma que haja um propósito maior por detrás disto, mas eu simplesmente não consegui chegar lá. No entanto, ainda não vou desistir desta autora.

Classificação: 1/10

Goodreads ǀ Presença ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com


3 Responses to “Mini-opiniões: Princess Ben, Forgotten, My Soul To Take, Os Anos”

  1. 1 p7

    Oh dear… que série de desgraças. O primeiro parece não fazer muito sentido. Uma obsessão por comida? :S O segundo já sabes a minha opinião…

    O terceiro gostei. Ao contrário de ti, achei piada a que a morte e os processos envolventes fossem tão… burocráticos. 😛 E tem uma lufada de ar fresco nas espécies sobrenaturais e na construção do mundo…

    O último… é por estas e por outras que por vezes me afasto de autores e livros ditos “clássicos”. 😐

  2. Ouch, 4 ao My Soul to Take… Li um conto da autora passado nesse mundo e gostei imenso, por isso tinha muita curiosidade com os livros. *desce o livro umas posições na wishlist)

  3. @p7 foi mesmo isso, uma série de desgraças. Ainda bem que não os li uns a seguir aos outros. O primeiro até é engraçado, a miúda é que é muito maluquinha por comida, e numa primeira parte do livro, basicamente só se mete em problemas por causa disso. Mas ela aprende que há outras coisas na vida para além de comer mais para o fim da história. Pareceu-me ser um livro adequado para crianças. 🙂
    Bem, aquela coisa da morte no My Soul To Take pelo menos estava bem explicada e idealizada, eu é que não achei assim muita graça. Fez-me lembrar uma mistura dos filmes Final Destination com a série Ghost Whisperer. xD
    Tinha grandes expectativas para Virginia Woolf, mas…eh. Tão aborrecida a história…

    @carlaslribeiro 😦 …o meu problema é que achei que era mais do mesmo, daquele género: “rapariga com poder sobrenatural ligado aos mortos arranja namorado jeitoso, e juntos resolvem um mistério”. Não sei porquê mas esperava mais deste livro. E depois ainda veio aquela coisa do negócio da morte e pronto, estragou-me um bocadinho a leitura.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: