Charming the Prince

05Maio11

Autor: Teresa Medeiros

Editora: Bantam (1999)

Páginas: 352

Idioma: Inglês

Sinopse:

Dear Reader,

My enemies know me as Lord Bannor the Bold, Pride of the English and Terror of the French. Never in my life have I backed down from any challenge or betrayed so much as a hint of fear -until the war ended and I found myself a reluctant papa to a dozen unruly children.

Realizing that I couldn’t lop their little heads off or throw them in the dungeon, I sent my steward out to find them a mother and me a bride -an attractive, meek, maternal creature too plain to tempt me to get her with child. You can imagine my horror when he returned with Lady Willow of Bedlington, a spirited beauty who made me think of nothing else!

With her cloud of dark curls and the sparkle of passion in her eyes, Willow was everything I’d sworn to resist. I never dreamed she would join forces with those mischievous imps of mine to teach this cynical warrior just how sweet surrender can be.

Bannor the Bold,
Lord of Elsinore

Opinião:

Charming the Prince é uma espécie de Cinderella meets the Von Trapps (Música no Coração, yes?) em formato de romance histórico/bodice-ripper. A gata borralheira é uma desgraçada de seu nome Willow, que certo dia aceita casar com um desconhecido para fugir das garras da madrasta e da sua prole numerosa, de quem Willow basicamente é a escrava pessoal. Ao chegar a casa do seu noivo -Lord Bannor-, ela descobre que saiu de um pesadelo repleto de miudagem, só para entrar noutro, pois Bannor tem, nem mais nem menos do que 12 filhos – and counting.

Teresa Medeiros é um nome relativamente bem conhecido dentro do género, e eu como apreciadora já a tinha na wishlist há algum tempo – já não sei bem o que me fez optar por este Charming the Prince para me estrear na autora, mas isso agora também não interessa nada, até porque provavelmente não volto a ler mais coisa alguma dela. ‘Lá ver, não é que a história seja má, ou que haja algo de errado com a escrita, porque até gostei, ou melhor, foi razoável, querendo isto dizer que não tive um único momento de wow, ou de aww, ou de riso descontrolado (okay, okay, houve uma cena que provocou algo parecido, que foi a do método contraceptivo: holding a shilling between your knees). No seu todo é só mais um historical romance com a temática “herói que não se quer apaixonar, apaixona-se”, com alguns momentos engraçados é verdade, com outros tantos mais chatinhos, e sem uma única cena verdadeiramente memorável. Outra coisa que me desiludiu foi a heroína, com quem estava à espera de simpatizar imediatamente, e principalmente de me preocupar muito com, o que nunca aconteceu – vá-se lá saber porquê.

E pronto, mais uma autora para riscar da lista. *risca*

Classificação: 5/10

Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com


6 Responses to “Charming the Prince”

  1. 1 slayra

    Tenho este que consegui do Bookmooch mas ainda não li. Dela li “After Midnight” (mete vampiros e foi assim-assim), “Breath of Magic” (também foi interessante, mas nada de especial) e “Yours Until Dawn” (que foi bastante bom, lembra-me um pouco o “Flores na Tempestade”, gostei muito deste). Pelo que percebo é uma autora do estilo “hit and miss”, uns são bons outros nem por isso. :/ Penso que os medievais são dos mais fraquitos.

    • Também gostei bastante do Flores na Tempestade (ainda que a heroína me enerve um bocadinho às vezes), mas isso quer dizer que no Yours Until Dawn há um herói maluquinho/doente/aleijado?
      Mmm, não sei então, talvez lhe dê mais uma oportunidade um dia destes. 🙂

  2. 5 p7

    Andei há uns anos com interesse em ler um livro desta senhora, com preferência para um dos dois dos vampiros, mas nunca lhes peguei. Pelos vistos não perdi assim tanto. 😐

    • Nem sabia que ela tinha livros de vampiros até a slayra falar deles; acho piada como várias autoras de historical romance se viraram para os vampiros e para o paranormal no geral nos últimos tempos. Claro que a maior parte das vezes é por exigência das editoras.

      Mas não tira de experimentares p7, podes vir a gostar. 🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: