A Sedução

06Fev11

Autor: Nicole Jordan

Editora: Livros D´Hoje (2010)

Páginas: 352

Sinopse: Londres 1810: Lorde Damien Sinclair, o mais reconhecido libertino da alta sociedade londrina, preocupa-se apenas com o seu próprio prazer, até que a sua irmã mais nova, Olivia, num encontro proibido, sofre um acidente e a sua reputação fica arruinada. Damien fará de tudo para destruir o jovem culpado pelo estado de Olivia… E Vanessa Wyndham protegerá o seu insensato irmão a todo o custo, mesmo que isso signifique entrar num pacto ilícito com o perigosamente bonito «Lorde Sin». Quando Vanessa se oferece para o cargo de ama de companhia da irmã incapacitada de Lorde Sin, Damien aceita mas impõe uma condição escandalosa – ele perdoará a «dívida» do seu irmão, se ela concordar tornar-se sua amante. E assim começa a sedução. Mas, será que assim que o acordo termina, vão conseguir escapar com os corações intactos?

Opinião:

Homem rico quer-se vingar de um mais pobre, e consegue ficar-lhe com todos os bens de tal maneira que a família do último vai ficar na miséria assim que a dívida for cobrada. A irmã do homem pobre decide intervir, e o homem rico propõe-se a perdoar a dívida se ela se tornar na sua amante durante o próximo Verão. Ela aceita.

Quando se lê romances históricos com regularidade, chega-se a um ponto em que já pouca coisa é novidade, como foi o caso desta storyline para mim. No entanto não foi a primeira vez que li um livro com inúmeras semelhanças a outro, e tal nunca foi razão para não o apreciar, mas quando isto acontece, especialmente com os históricos, o eu gostar ou não, tem quase sempre a haver com o facto do livro me ter entretido mais ou menos, e na maior ou menor frequência de roll eyes durante a leitura -independentemente do tema estar muito ou pouco batido.

Dito isto, acho que posso passar já à parte em que confesso que li A Sedução quase que mecanicamente, e que muito antes da página 50 já os meus olhos tinham rolado na órbitas sei lá eu quantas vezes. E isto, que na minha opinião foi o grande problema do livro, tinha quase sempre a haver com o protagonista masculino e no facto de quase tudo o que ele diz rondar o foleiro, especialmente a sex talk. (Do género: Querida, vou-te levar às estrelas…*rolleyes*) Chateou-me ainda, que ele usasse com Vanessa, a protagonista, os mesmos “termos ternurentos” que claramente usava com todas as suas várias e prévias conquistas. Como se não bastasse ele usá-los sequer — faço excepções, mas por norma qualquer “queridinha/doce/anjo” cai-me mal. Há qualquer coisa de depreciativo nisto, e muito mais quando o alvo é a amante coagida. Em suma, era enervante e distraía-me quase sempre. Sendo que o discurso não é a única foleirice da figura, de sua graça:  Damien Sinclair, a.k.a. Lorde Sin. Haverá nome mais cliché para o herói de um bodice-ripper?…

De resto, não há muito a apontar. A Vanessa não foi heroína com quem me tivesse identificado muito, e digo isto mesmo sem ter a certeza do porquê, no entanto não é das piores; e o outro plot do livro, focado na relação aparentemente impossível dos irmãos de Damien e Vanessa, foi interessante, ainda que tenha muito pouco protagonismo.

No género do romance histórico é um medíocre.

Classificação: 4/10

Goodreads ǀ WOOK ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com


13 Responses to “A Sedução”

  1. 1 Nessa

    Fiquei interessada, pareceu-me muito interessante…

    • Olá, olá Nessa!
      Se o leres espero que o aprecies mais do que eu! 😉

      • 3 Nessa

        estou a le-lo agora mesmo, saquei-o da net(eu sei que não se deve fazer, mas tu tens o dom de me por curiosa)
        Até agora estou a gostar…E devo dizer que a autora teve um excelente gosto para a protagonista, hehehehe

      • 4 Nessa

        esqueci-me de referir que estava a falar do nome…

      • Não faz mal, eu prometo não te denunciar às autoridades competentes.
        Sim, eu percebi a parte do nome, vaidosa 😀

      • 6 Nessa

        Muito raramente, mas olha daquilo que estou a ler, acho que é um bom livro para descansar, é daquelas leituras relaxantes, ou seja que não nos prende muito…É giro mas não o melhor que há

  2. 7 slayra

    Já uma vez comecei a ler, não me estava a captivar nada… ugh.

    • Olá slayra 🙂
      Yep, sem dúvida que há por aí romances históricos infinitas vezes melhores. É pena…ainda gostava de saber quem é que decide traduzir este e aquele, quando há tanto livro do género *.*

      • 9 slayra

        Eh, no fundo a história é sempre igual por isso fixo-me mais no desenvolvimento das personagens e na escrita. Se um livro destes me deixa aborrecida, então acho que a autora cometeu um erro qualquer pelo caminho… :p

        Penso que se deve sobretudo ao valor pedido pelos direitos de tradução. Creio que Nicole Jordan não será tão cara como uma Julia Quinn ou uma Lisa Kleypas… mas sei lá. O_O

      • Mmm, ter a haver com preços, pode ser, pode ser…é pena, e os leitores é que ficam a perder, já que a nós são cobrados sempre os mesmos valores “exorbitantes” por um livro -_-

      • 11 Nessa

        Mesmo a serio, por isso é que eu adoro Allfarrabistas, mas infelizmente não ha os ultimos livros a sairem… 😦

  3. 12 quigui

    Não tens tido muita sorte com as leituras nos ultimos tempos, pois não? :S


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: