The Body Finder

15Jan11

Autor: Kimberly Derting

Editora: Headline (2010)

Páginas: 329

Idioma: Inglês

Sinopse: Violet Ambrose is grappling with two major issues: Jay Heaton and her morbid secret ability. While the sixteen-year-old is confused by her new feelings for her best friend since childhood, she is more disturbed by her “power” to sense dead bodies – or at least those that have been murdered. Since she was a little girl, she has felt the echoes the dead leave behind in the world…and the imprints that attach to their killers.

Opinião:

Depois de um início de ano um tanto azedo no campo das reviews, posso finalmente escrever uma que não me faça parecer uma carrasca, pois The Body Finder foi uma bela surpresa – uma luzinha ao fundo do túnel enquanto eu era torturada pela Smilla. (Cá está a vantagem de ler mais do que um livro ao mesmo tempo.)

A história pode nem ser completamente original, mas como nunca tinha lido nada do género antes, funcionou, para mim. A protagonista Violet é a típica rapariga de 16 anos, salvo o pormenor de possuir o mórbido sexto sentido que a leva a pressentir corpos de outrora seres vivos, assassinados – e da mesma maneira, pressentir os respectivos assassinos, já que a teoria por de trás desta ideia é a de, quer a vítima, quer o responsável pelo crime, passarem a partilhar um imprint único que se reflecte numa espécie de eco que só Violet consegue ver, ouvir, sentir, cheirar ou até degustar. Violet desde cedo aprendeu a viver com este seu “dom” que não lhe permitia ter paz de espírito mesmo quando um gato apanhava um rato e o deixava morto no jardim em frente da sua casa.  Mas quando jovens raparigas começam a aparecer mortas na vizinhança, cada vez mais perto de Violet, ela decide que é o seu dever fazer alguma coisa para apanhar o culpado, já que conhece os ecos/imprints das vítimas.

Paralelamente aos homicídios, The Body Finder convida ainda o leitor a divertir-se um bocadinho com espectáculo sempre envolvente de melhores amigos in love, e as peripécias que normalmente se seguem quando ambos querem demonstrá-lo mas ficam à espera que seja o outro a dar o primeiro passo. E ainda que às vezes me parecesse que tudo o que se estava a passar tendia para dar protagonismo ao conflito amoroso, e no que exageradamente acontece à sua volta (exemplo: TODAS as miúdas atrás do Jay),  posso dizer que tal nunca me aborreceu. Na minha opinião a autora consegue entrelaçar bem as duas linhas da história – ora há mistério e suspense com os homicídios, ora há drama e cenas fofinhas com o casalinho, uma coisa servindo para descontrair da outra.

Para terminar, só tenho uma achega, e um pequeno à parte:

É uma pena que o fim seja tão curto e ligeiramente precipitado, como se a autora não tivesse tido tempo para mais porque alguém lhe arrancou a versão final das mãos, inacabada. Eu compreendo que prolongar a cena final iria ser penoso para todos, mas eu tenho um lado masoquista e cruel que gosta de arrastar boa gente para as minhas angústias literárias.

O à parte tem a ver com o facto de eu achar que este livro teria ganho mais alguma coisa se fosse narrado na primeira pessoa, já que todo ele é contado quer do ponto de vista da protagonista, quer do ponto de vista do assassino, mas nunca pelos próprios, e ainda que a autora tenha conseguido expressar bem o que cada um estava a sentir ao longo de toda a história, a vantagem estaria em não ter que estar constantemente a evocá-los do género: Violet fez isto, Violet fez aquilo. De qualquer maneira, isto foi só um à partezinho sem importância, que eu devia deixar passar ao lado só pelo facto de Derting ter conseguido escrever sobre uma heroína adolescente que nem é orfã, nem possui pais ausentes/incapazes – coisa rara no género YA.

Recomendo!

Classificação: 9/10

Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com ǀ Amazon.com ǀ Gam.Co


16 Responses to “The Body Finder”

  1. É pá … milagre! 😀
    Agora a sério, se já estava curiosa sobre o livro, agora fiquei mesmo com vontade de o ler. Além de que, gosto de histórias de fantasmas (ou afins).

    • LOL! Sim Ana, parece que caiu um santo do altar! xD

      Achei este livro muito fofinho, não é nada do outro mundo, mas é fofinho, e claro, também me cativou a parte mais mórbida (isto soa um bocadinho mal), mas acho que foi por raramente ler coisas do género. Acho que és mesmo capaz de gostar deste.

  2. 3 p7

    A minha cópia deste livro já me chegou às mãos. ^^ Fiquei curiosa, e sei a partir da tua opinião que vai ser bom, mas se calhar tem que esperar um pouco porque há outro que tem uma premissa parecida que estou a planear ler primeiro. :/

    • Aaah, posso saber qual é?:D

      • 5 p7

        Chama-se “My Soul to Take”, da Rachel Vincent. É sobre uma rapariga que é uma banshee e (de acordo com a sinopse) grita “bloody murder” quando alguém vai morrer. Já li um conto da autora na antologia “Immortal” que se passa no mesmo mundo/universo e gostei, pareceu-me imaginativo.

        Também tenho cá para casa “The Mark”, de Jen Nadol. É sobre uma rapariga que vê uma marca nalgumas pessoas, e sabe que vão morrer. Parece que todos os livros sobre raparigas que têm uma estranha capacidade relacionada com a morte me vieram parar às mãos. xD

      • Ah! O “My Soul to Take”, tenho esse na wishlist! Tens razão, parece ter semelhanças, tenho de o comprar 😀

        O “The Mark” nunca tinha ouvido falar, mas agora vou-lhe dar uma espreitadela no GR.

        É verdade, é verdade, parece que histórias de raparigas com sextos sentidos estranhos é contigo :p

  3. 7 quigui

    Bem, já sabes: começa a fazer um caixotezinho com livros que te vou pedir emprestados. Mete lá este. Mesmo sendo paranormal YA. Convenceste-me com “as peripécias que normalmente de seguem quando ambos querem demonstrá-lo mas ficam à espera que seja o outro a dar o primeiro passo”. (BTW, devia ser “se seguem” e não “de seguem”)

    • Ok, quigui. Deixa-me só arranjar o caixote e já te faço isso.

      Jura? convenci-te com as peripécias amorosas? OMG! 😀 (obrigada por corrigires o “de” xD !)

  4. 9 slayra

    Ainda bem que gostaste! Também achei divertidas as partes em que a rapariga tinha ciúmes porque o melhor amigo agora era super popular com as miúdas, lol.

    Como já tinha dito, a série da Charlaine Harris é parecida, a heroina tem poderes semelhantes e ainda gosto mais da série dela do que desta; mas este livro foi uma boa leitura, como uma versão YA dos livros da CH. Com algumas diferenças, a personagem da CH não consegue sentir quem é que matou determinada vítima.

    • Hey slayra!

      Sim, foi divertido, ainda mais porque estava tão farta de ler outras coisas mais pesadas (os vermes!), pegava no The Body Finder e descontraía – quer dizer, menos quando entrava o assassino 😮

      Essa série da Harris parece mesmo interessante *adiciona à wishlist*

  5. 11 Helena Hubermann

    I’m still afraid of this book… I don’t like YA book very much and when I start one I hope strongly the main char isn’t just one more tomboy who wants to be the strongest girl or those nive and silly girls ‘-‘. I like normal and decided female characters (yea, I just prefer male characters lol*-*, fangirl mode on)

    • Oh this one is very cool, even if you don’t like YA that much. It’s like half YA romance (and it’s so so cute), and half crime solving. Have you ever watched Criminal Minds, the tv show? The crime solving part in the book is a bit like that, but with a paranormal twist. I like YA, but believe me, I’m very picky and I hate all the clichés, that said this book is very good. 🙂
      The heroine in this one is lovely, although she disappointed me in the third book of the series, I just wanted to slap her face the whole time, but in this one she’s cute.


  1. 1 Desires of the Dead | Cuidado com o Dálmata
  2. 2 As Escolhas do Dálmata 2011 | Cuidado com o Dálmata
  3. 3 The Pledge | Cuidado com o Dálmata
  4. 4 Unearthly | Cuidado com o Dálmata

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: