A Great and Terrible Beauty

03Jul10

Autor: Libba Bray

Editora: Simon & Schuster (2005)

Páginas: 403

Idioma: Inglês

Sinopse: A Victorian boarding school story, a Gothic mansion mystery, a gossipy romp about a clique of girlfriends, and a dark other-worldly fantasy – jumble them all together and you have this complicated and unusual first novel.

Opinião:

A Great and Terrible Beauty, com a sua ruiva de aspecto desolado e enfiada num corpete não trata, como pode parecer, de uma great beauty que é uma terrible pessoa, ou sequer de uma beauty que por ser tão great é um terrible fardo. Nada disso. Trata antes da história de Gemma Doyle, uma jovem que após perder a mãe de uma maneira bem trágica e misteriosa, é levada para uma escola onde supostamente se vai tornar numa senhora exemplar, sim, porque isto passa-se na época Vitoriana, onde jovens raparigas de posses eram educadas num punhado restrito de disciplinas e artes, de modo a se tornarem, aos olhos das suas famílias e da sociedade, em perfeitas esposas para os mais ricos maridos.

A adaptação de Gemma à sua nova vida começa com alguns dos transtornos naturais infligidos à novata da escola, nomeadamente aquele chamado As Raparigas Populares. E não é tão divertido  ler sobre a clássica transição de inimigo a amigo? Claro que sim.

A construção de amizades não é o único tema de A Great and Terrible Beauty, e para quem apreciou Harry Potter naquela fase da Chamber of Secrets ou do Half-Blood Prince, ou seja, sempre que havia um diário/livro enigmático à volta do qual girava quase tudo o que se passava, vai certamente querer dar uma espreitadela a este, que eu vou atrever-me a classificar como uma espécie de versão feminina.

Também há magia (não com varinhas ou poções), uma grande metáfora guiada pelo poema de Tennyson, The Lady of Shalott, acerca da qual só tenho a dizer à Libba: brilliant! e ainda um lado negro que vai sendo servido aos bocadinhos ao longo da história mas que se acentua no fim, coisa que eu não estava de todo à espera.

E como um drama fantástico-histórico para young adults não podia existir sem o seu quinhão de romance, é preciso falar do Kartik: indiano, pouco falador, enigmático, sexy bodyguard type. O rapaz dos sonhos de Gemma, que a faz acordar durante à noite transpirada dos pés à cabeça – literalmente.

Ora ele remoeu-me um bocadinho os nervos porque em vez de explicar com calma e bem toda a situação à moça, prefere dar numa de babuíno e empancar a cassete no Do this! Don’t do that! I’m warning you! Please. Ainda bem que a Gemma tem aquela língua pronta e afiada para lhe responder à altura de todas as vezes, se bem que eu preferisse que ela simplesmente lhe desse aquele tratamento do kick in the nuts, como ela faz da primeira vez que eles se cruzam na vida.

Há mais dois livros que perfazem esta série, e que eu vou definitivamente ler…rápido com isso, Book Depository!

Classificação: 8/10

Goodreads ǀ The Book Depository UK ǀ The Book Depository.com

Em português:

Uma Grandiosa e Terrível Beleza (Edições Gailivro, 2011)

***



4 Responses to “A Great and Terrible Beauty”


  1. 1 Rebel Angels | Cuidado com o Dálmata
  2. 2 The Sweet Far Thing | Cuidado com o Dálmata
  3. 3 Novidade ǀ Uma Grandiosa e Terrível Beleza | Cuidado com o Dálmata
  4. 4 Prophecy of the Sisters | Cuidado com o Dálmata

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: