The Lovely Bones

27Jan10

Autor: Alice Sebold

Editora: Pan MacMillan

Páginas: 256

Idioma: Inglês

Sinopse: Este é um romance sobre a América profunda, onde, por detrás da normalidade se pode esconder o que de mais horrível há nos homens. Susie, a narradora, é uma adolescente, que está morta quando o romance começa. E lá do céu resolve contar-nos como ali foi parar, vítima da brutalidade de um pacato vizinho, que a violou, a matou, e cortou em pedaços. Susie começa a observar, lá do céu, a vida na terra, e tenta modificar o destino daqueles que ama.

Opinião:

The Lovely Bones, provavelmente o livro mais chocante, arrepiante, deprimente, e genial – não fantasia e não clássico – que li até hoje. Já não me lembrava de chorar tanto ao ler. Chorar até me latejarem as fontes, doerem os olhos do inchaço, e quase nem me reconhecer ao espelho.

Este livro é um daqueles que nos fazer doer o corpo e a alma – e os ossos. De nos fazer desesperar por sermos os únicos que sabemos o que está a acontecer e mesmo assim não podermos saltar para o centro da acção e intervir. Um daqueles livros que nos alteram a visão do mundo, das nossas crenças, daquilo que nos espera para além do além. Um livro que aconselho vivamente.

(a autora, Alice Sebold)

A história é-nos então contada por Susie, uma rapariga que quando mais se fica a conhecer, mais nos vai parecer tão familiar, tão real, podendo levar o leitor a lembrar-se de uma irmã, de uma prima, de uma amiga, de uma vizinha, daquela pessoa cuja foto está afixada nas ruas sob o título de Desaparecida, ou de nós próprios. Mas Susie foi brutalmente assassinada. A vida abandonou o seu corpo mas a sua alma não consegue fazer o mesmo com as pessoas e os lugares que lhe são mais queridos. Ela vai observar, e relatar eventos passados e presentes da sua família, amigos, conhecidos, e até do seu assassino. E se já é suficientemente penoso sermos testemunhas de um crime para lá de hediondo, que nos é contado pela vítima, ser-nos contado como este acontecimento macabro despedaçou uma família tão parecida com a nossa, é de cortar o coração. Mãe, pai, irmã, irmão, avó, namorado, amigos, professores, vizinhos. Somos constantemente confrontados com a maneira como todos eles arranjaram para lidar com esta perda, e porque é uma realidade à qual ninguém está a salvo, faz-nos pensar, e se me acontecesse a mim?

(versão portuguesa, Visto do Céu, Casa das Letras, 2006 e 2009)

Devo dizer, que para além de chocante e arrepiante, e todos as outras coisas que chamei no início, esta é também uma leitura terna e poderosa, repleta de relatos sinceros sobre os laços familiares que nos unem, das amizades que sobrevivem a qualquer coisa, daquilo que se ganha com a perda, daquilo em que não podemos pensar mas que nunca se esquece, daquilo que nos vai doer e alegrar para sempre. 😦

Classificação: 8/10

Goodreads ǀ WOOK



No Responses Yet to “The Lovely Bones”

  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: